Notícias

6/recent/ticker-posts

Juiz é assassinado em Jaboatão dos Guararapes, no grande Recife - PE

Na noite de quinta-feira (19), a violência que assola Pernambuco deixou mais uma marca indelével na comunidade. O respeitável juiz Paulo Torres Pereira da Silva, de 69 anos, da Vara Cível do Recife, foi brutalmente assassinado a tiros em Barra de Jangada, Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife.

O juiz, conhecido por sua dedicação à justiça e seu papel na 21ª Vara Cível, Seção B do Recife, estava a bordo de um veículo do modelo WR-V quando foi surpreendido por indivíduos a bordo de um carro modelo Onix, que desferiram múltiplos disparos. O crime ocorreu na rua Maria Digna Ganero por volta das 20h, chocando a tranquila vizinhança.

Após o atentado, uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada, entretanto, o médico da unidade móvel declarou o óbito do juiz devido aos ferimentos causados por arma de fogo.

A morte do juiz Paulo Torres Pereira da Silva é um golpe devastador para a comunidade jurídica e para Pernambuco como um todo. Sua longa trajetória de dedicação à justiça e seu papel fundamental na 21ª Vara Cível o tornaram uma figura respeitada e admirada por colegas e cidadãos.

A Associação dos Magistrados de Pernambuco (AMEPE) emitiu uma nota lamentando profundamente o ocorrido e exigindo uma investigação rigorosa para que os responsáveis sejam levados à justiça. "A morte do juiz Paulo Torres Pereira da Silva é uma perda irreparável para a comunidade jurídica e para a sociedade pernambucana como um todo. Exigimos que as autoridades tomem as medidas necessárias para esclarecer esse crime bárbaro e garantir que a justiça seja feita", declarou o presidente da AMEPE.

As autoridades locais já iniciaram as investigações para elucidar as circunstâncias do crime e identificar os perpetradores. A segurança pública e a integridade da comunidade são prioridades fundamentais, e medidas serão tomadas para prevenir futuros episódios de violência semelhantes.

Neste momento de luto e consternação, a comunidade jurídica, juntamente com amigos e familiares do juiz Paulo Torres Pereira da Silva, se unem em busca de respostas e clamam por justiça em memória de um homem cuja vida foi dedicada à busca pela verdade e pela equidade na aplicação da lei. Blog do Edney

Postar um comentário

0 Comentários