Notícias

6/recent/ticker-posts

São Caetano: Aos 100 anos de idade, idosa do interior de Pernambuco se dedica a iniciar os estudos em escola municipal

 

Em 10 décadas de história, dá pra dizer que a lista de acontecimentos históricos é extensa. Em São Caetano, no Agreste de Pernambuco, uma idosa que celebrou 100 anos de idade no último sábado (23) constrói mais um capítulo da própria história. Maria Joaquina, agricultora aposentada, se dedica a estudar em uma escola municipal e abandonou o analfabetismo.

Com 11 filhos, sendo sete deles ainda vivos, cerca de 40 netos, 30 bisnetos e 6 tataranetos, Joaquina encara o desafio de estudar em uma turma de Educação de Jovens e Adultos (EJA) há quase três anos. Isso porque, quando criança, começou a trabalhar cedo e não teve a oportunidade de estudar.

Joaquina contou que começou a trabalhar aos 13 anos de idade para poder se alimentar. Ela trabalhava na roça, na zona rural da cidade, para poder comer beiju, farinha e macaxeira. Quando os filhos vieram, ela enfrentou uma separação do marido e teve que se sacrificar para cuidar deles.

"Sem chinelo nos pés, tirei madeira de bloco, limpei mato, arrancava feijão, cavei roça, trabalhava pra todo mundo. Recebia cinco 'conto' naquela época. Dava de comer aos filhos e ficava só na vontade de comer", contou Joaquina.

Atualmente, ela vive na zona rural de São Caetano, na Vila Santa Luzia. Além de estudar, a idosa que está aposentada vive uma vida mais tranquila, se dedicando à costura e hobbies domésticos e diz que não quer ficar parada. No terceiro ano do Ensino Fundamental da turma de EJA, ela conta com apoio da família e não tem intenção de parar de estudar.

"Eu sinto gosto em estudar, prazer. Se não tiver paciência, não vai. Quem corre, cansa. Quem espera por Deus não cansa", afirmou Joaquina. G1

Postar um comentário

0 Comentários