OFERECIMENTO/ PROPAGANDA

Notícias

6/recent/ticker-posts

Estudantes de Belo Jardim participam da etapa Campus do Projeto Era Uma Vez... Brasil

Grupo irá vivenciar as culturas dos povos indígenas e afro-brasileiros; após esta fase, serão selecionados os alunos que irão participar do intercâmbio cultural em Portugal

Um grupo de 110 alunos das escolas públicas da cidade Belo Jardim participam neste mês de julho da etapa Campus de Arte-Educação do projeto "Era Uma Vez... Brasil", que conta com apoio e patrocínio da Moura, através do Instituto Conceição Moura, e é realizado pela Origem Produções. As atividades com os estudantes serão realizadas entre dos dias 12 e 18 de julho, e incluem vivências culturais na Aldeia Indígena Xukuru de Ororubá, localizada em Pesqueira, e no Quilombo Barro Branco, que fica na zona rural de Belo Jardim.

A etapa  Campus de Arte-Educação é uma quatro fases que integram o "Era Uma Vez... Brasil",  projeto que está na sexta edição, e acontece simultaneamente  em oito cidades brasileiras. É nesse momento que os estudantes ficarão imersos em um acampamento, conhecendo de perto o dia a dia dos povos indígenas e afro-brasileiros. Durante esses dias, eles participarão de oficinas de audiovisual, de interpretação, roteiro, som e fotografia.

O resultado da vivência será apresentado pelos alunos por meio da produção de curtas-metragens sobre o que eles aprenderam durante a imersão. Os filmes serão exibidos e utilizados para avaliação e definição dos estudantes que passarão para a próxima etapa do projeto, que é o intercâmbio cultural em Portugal.

Os alunos selecionados vão passar dez dias em Portugal refazendo os caminhos da Corte Portuguesa antes de vir para o Brasil. Eles também vão poder conhecer importantes pontos turísticos históricos de Lisboa.

Na região de Belo Jardim, o projeto conta também com a parceria da Prefeitura Municipal de Belo Jardim. A iniciativa é um programa de atividades educativas, artísticas e culturais que exalta a diversidade, pluralidade e ancestralidade da formação identitária histórica e cultural do Brasil, valorizando a perspectiva dos povos indígenas e africanos e trabalhando conceitos fundamentais como antirracismo, afrocentricidade, indigenismo e ecossocialismo.

Postar um comentário

0 Comentários