OFERECIMENTO/ PROPAGANDA

Notícias

6/recent/ticker-posts

Secretaria de Saúde de Belo Jardim alerta para baixa adesão às campanhas de vacinação contra gripe e sarampo

 

Secretaria de Saúde de Belo Jardim alerta para baixa adesão às campanhas de vacinação contra gripe e sarampo. Faltando menos de um mês para o fim das Campanhas de Vacinação contra a influenza (gripe) e contra o sarampo, que está com data de término para o dia 3 de junho, a Secretaria de Saúde de Belo Jardim, por meio do Programa Nacional de Imunizações (PNI), alerta para a baixa procura pelas vacinas.

A cobertura para a gripe está em 48,97%. A meta é de 90%. Os grupos prioritários desta categoria são: Idosos com 60 anos ou mais, crianças de 6 meses a menores de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias), trabalhadores da saúde, professores, comorbidades, gestantes e puérperas, caminhoneiros e trabalhadores de transporte coletivo e rodoviários, forças de segurança e salvamento, além de pessoas com deficiência permanente.

Contra o sarampo podem ser vacinados trabalhadores da saúde e crianças de 6 meses a menores de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias). Até o momento, o índice de crianças vacinadas contra o sarampo está em apenas 41,19%, enquanto a meta é de 95%. A vacinação, nesses casos, pode ser realizada mesmo que o esquema vacinal já esteja completo. A pessoa deve receber uma dose da vacina tríplice viral, que protege contra o sarampo, a caxumba e a rubéola.

LOCAL E DOCUMENTOS

Para se vacinar, os grupos prioritários devem procurar uma Unidade Básica de Saúde (UBS) ou o posto Severina Parteira. Os idosos com mais de 60 anos podem se imunizar contra a gripe também no Centro de Vacinação Covid, que funciona na quadra do Colégio Donino. É necessário apresentar documento com foto, CPF e cartão de vacinação.

Imunossuprimidos, pessoas com deficiência ou com comorbidades devem apresentar ainda, laudo médico comprovando a condição de saúde. Professores necessitam comprovar o vínculo ativo com instituição de ensino, através de declaração ou contracheque. Trabalhadores da saúde têm que apresentar documento de vínculo ativo com o serviço de saúde. Demais grupos prioritários precisarão fornecer um documento que comprove a profissão, como é o caso dos motoristas.

A Secretaria de Saúde convida os não vacinados a buscarem as salas de vacina do município e faz um alerta quanto a importância da vacinação, sobretudo, com a proximidade da época mais fria do ano. A imunização permite interromper a circulação do vírus, minimizando a carga da doença nos grupos mais vulneráveis.

Postar um comentário

0 Comentários