OFERECIMENTO/ PROPAGANDA

Notícias

6/recent/ticker-posts

Prefeitura destina R$ 204 mil para reforma e prédios das antigas delegacia e biblioteca abrigarão duas secretarias e setor de Tributos

 

Prefeitura destina R$ 204 mil para reforma e prédios das antigas delegacia e biblioteca abrigarão duas secretarias e setor de Tributos. Com a medida, gestão poupará gastos com imóveis atualmente alugados e valores serão revertidos em benefício da população.

A Prefeitura de Belo Jardim anunciou que os antigos prédios onde funcionaram a Delegacia de Polícia Civil e a Biblioteca Municipal, atualmente desocupados, serão reformados e abrigarão duas secretarias, de Políticas Públicas para a Mulher e Juventude, e o Departamento de Tributos. A ordem de serviço no valor de R$ 204 mil já foi assinada e a previsão é que a obra seja concluída nos próximos quatro meses. A empresa responsável é a PC Engenharia.

“A nossa prioridade é promover o bem para o povo de Belo Jardim, poupando recursos públicos sempre que possível e destinando-os para ações que beneficiem diretamente a população”, afirmou o prefeito, Gilvandro Estrela. “Ao deixar de pagar aluguel, a Prefeitura tem a possibilidade de investir esses valores em projetos em áreas como saúde, educação e obras”, completou. 

Mensalmente, segundo a Prefeitura Municipal, são gastos cerca de R$ 17 mil com o aluguel desses três órgãos. Anualmente, a despesa passa de R$ 206 mil. Com o valor total da reforma, que será feita com recursos próprios municipais, será poupado mais de um ano de aluguel, valor que poderá ser revertido em obras como calçamento de ruas ou saneamento.

De acordo com Wendell Carneiro, secretário de Infraestrutura e Urbanismo, a economia gerada com o fim desses contratos de aluguel será determinante para que a pasta siga investindo em obras que melhorem infraestrutura da cidade e a qualidade de vida da população de Belo Jardim.

“Esses dois prédios antigos ficam próximos à prefeitura e o valor pago pela reforma para abrigar as novas secretarias e o setor de Tributos é inferior ao total pago por ano, atualmente. Ou seja, é uma decisão eficaz da prefeitura investir nessa obra e aplicar os recursos que seriam pagos nos aluguéis em melhorias para o município”, destacou Wendell Carneiro.

Postar um comentário

0 Comentários