OFERECIMENTO/ PROPAGANDA

Notícias

6/recent/ticker-posts

Instituto Conceição Moura anuncia os 40 estudantes de Belo Jardim selecionados para intercâmbio em Portugal

 


Instituto Conceição Moura anuncia os 40 estudantes de Belo Jardim selecionados para intercâmbio em Portugal. Viagem é a terceira etapa do “Era Uma Vez… Brasil”, que também lançará livro de HQs e filmes curtas-metragens produzidos por alunos da rede pública de ensino.

Poder mergulhar na História não contada do Brasil, conhecendo outras narrativas que dão voz a questões e processos quase sempre invisibilizados no país. É dessa forma que o projeto “Era Uma Vez… Brasil”, executado em Belo Jardim pela Origem Produções em parceria com o Instituto Conceição Moura, vem trabalhando com estudantes da rede pública de ensino de Belo Jardim (PE). Este ano, serão contemplados 40 estudantes, além de dois professores da rede de ensino municipal, se tornando, assim, a cidade com maior número de participantes desta edição. Além do município pernambucano, a iniciativa acontece também em Lençóis Paulista e Macatuba (SP), Salvador, Mata de São João e Jacobina (BA).

Nesta terça e quarta-feira, 8 e 9 de março, a partir das 19h, no auditório do Hotel Lacazzona, a iniciativa chega a uma de suas etapas mais aguardadas em Belo Jardim: o anúncio dos estudantes que farão o intercâmbio em Portugal. Serão 40 alunos de escolas públicas que passarão dez dias além-mar, refazendo os caminhos da corte portuguesa antes da chegada ao Brasil.

Além do anúncio dos viajantes, o “Era Uma Vez… Brasil” também fará o lançamento do livro de histórias em quadrinhos (HQs) “O Outro lado da História” e de  filmes curtas-metragens produzidos pelos estudantes durante o projeto. 

“Mais do que proporcionar uma viagem inesquecível, o projeto estimula os estudantes a compreender a história do Brasil e refletir sobre o cenário atual. O grande prêmio, na verdade, é o de despertar o lado crítico desses adolescentes para que entendam a sua própria história e passem a ver o seu país sob outra perspectiva”, afirma Lorena Tenório, Coordenadora Executiva do Instituto Conceição Moura. “É uma possibilidade de os alunos ampliarem a visão sobre os acontecimentos atuais, baseado no olhar histórico”, completa.

Nesta quinta edição, o “Era uma Vez... Brasil” contou com mais de 1.500 inscritos na sua primeira etapa e traz como tema a colonização do Brasil e os principais impactos das transformações instituídas pelos portugueses na vida de pessoas invisibilizadas pela História clássica, especialmente no período em que a corte esteve em solo brasileiro.

Na região, o projeto conta, ainda, com a parceria da Prefeitura Municipal de Belo Jardim e o patrocínio fundamental do Grupo Moura. Realizada em quatro etapas, a iniciativa é um programa de atividades educativas, artísticas e culturais que exalta a diversidade, pluralidade e ancestralidade da formação identitária histórica e cultural do Brasil, valorizando a perspectiva dos povos indígenas e africanos e trabalhando conceitos fundamentais como antirracismo, afrocentricidade, indigenismo, ecossocialismo. O “Era Uma Vez… Brasil” conta com o apoio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, pelo Ministério do Turismo, Governo Federal.

“É um crescimento significativo na vida de cada estudante, os resultados são sempre positivos. Eu admiro o esforço deles em terem, mesmo com a pandemia, participando, e de forma pontual eu quero agradecer aos professores da rede pelo empenho, pela insistência, pelo cuidado de não desistir desse projeto, não desistir da possibilidade de transformar a vida dos nossos meninos”, comenta Carmen Peixoto, secretária de Educação de Belo Jardim.

INTERCÂMBIO

Serão dez dias em Portugal vivenciando experiências e refazendo os caminhos que a família real e a corte portuguesa percorreram antes da chegada ao Brasil, em 1808. A viagem acontecerá no início mês de maio de 2022 e, além das visitas a pontos históricos, o grupo 86 adolescentes e 7 professores - todos vindos da rede pública de ensino do país -, visitará escolas e universidades de Lisboa e regiões próximas, onde terão a oportunidade de trocar informações diretamente com estudantes e professores portugueses falando, inclusive, sobre os aspectos culturais regionais do Brasil. Os estudantes brasileiros irão ainda apresentar os produtos produzidos por eles durante as etapas do projeto: 20 curtas-metragens e o livro de histórias em quadrinhos (HQs) “O Outro lado da História”.

“Além do momento mais esperado pelos alunos, a viagem é também uma das etapas mais significativas do projeto. A vivência de estar em outro país, para a grande maioria deles, pela primeira vez, e conhecer um lado das suas origens, aprendendo sobre outra cultura, percorrendo caminhos que só viram nos livros e trocando conhecimento com outros jovens é uma experiência muito marcante para os estudantes”, destaca Marici Vila, diretora executiva da Origem Produções, realizadora do projeto.

Postar um comentário

0 Comentários