OFERECIMENTO/ PROPAGANDA

Notícias

6/recent/ticker-posts

Governo do Estado nega uso de escolas para implantação de Ensino Integral em Belo Jardim

 

Governo do Estado nega uso de escolas para implantação de Ensino Integral em Belo Jardim. Após mais de seis meses de tramitação, o Governo do Estado resolveu negar o pedido de municipalização de duas unidades escolares de Belo Jardim onde seria implantado o projeto municipal de Ensino Integral.  As escolas, que estão subutilizadas pelo Governo do Estado, receberiam os alunos do Ensino Integral já este ano.

Mesmo após todo o trâmite e relacionamento entre as secretarias municipal e estadual de Educação apontando que o processo estava avançando positivamente, na última sexta-feira (7), no entanto, a Secretaria de Educação e Tecnologia de Belo Jardim foi surpreendida com o recebimento de dois ofícios (nºs 02/2022 e 03/2022) da Gerência Regional de Educação (GRE) - Agreste Centro Norte informando a suspensão do processo de municipalização das escolas.

Segundo os documentos, a negativa ocorreu por que o Governo do Estado passou a contar com “possibilidade de utilização do espaço das escolas para atender a nova demanda” do Governo, que seria um estudo para a viabilidade, ainda sem data definida para início, da implantação e ampliação de oferta do Ensino Fundamental Integral.

As escolas alvo da solicitação pela Secretaria de Educação e Tecnologia de Belo Jardim são a Padre Giovanni Toniutti e Tomás Alves, que se encontram com suas capacidades de atendimento subutilizadas, tendo em vista que ambas possuem de oito a dez salas e têm capacidade para atender, em média, cerca de 500 estudantes, cada. No caso da Padre Giovanni Toniutti, porém, ao fim do ano letivo de 2021 a unidade atendia somente a 90 alunos.

O Projeto de Escolas em Tempo Integral é prioridade da atual gestão de Belo Jardim e de suma importância para o futuro de crianças e adolescentes de Belo Jardim. As duas unidades seriam utilizadas para o Ensino Integral já em 2022 e atenderiam, inclusive, o convênio firmado entre o município, o Instituto Conceição Moura e o Instituto de Corresponsabilidade pela Educação (ICE), parceiros da iniciativa no investimento e na metodologia de ensino implementada. 

Apesar da situação inesperada e da comprovação do descaso do Governo do Estado com a educação de Belo Jardim, com a negativa dos espaços através do processo de municipalização, a Prefeitura Municipal manterá o projeto de implementação das Escolas em Tempo Integral no município sem prejuízo às crianças e adolescentes, que continuarão recebendo uma educação de qualidade e excelência. 

Por fim, a prefeitura de Belo Jardim cumprirá o calendário estabelecido e informa que todo o processo de matrículas dos estudantes no programa de Ensino Integral ofertado no munícipio está mantido com todas as garantias já definidas com a comunidade escolar em reuniões anteriores, incluindo o transporte de todos os alunos durante ano letivo de 2022.

Postar um comentário

0 Comentários