OFERECIMENTO/ PROPAGANDA

Notícias

6/recent/ticker-posts

Prefeitura de Belo Jardim reabre Centro de Atendimento para crianças com deficiências e oferece especialidade inédita no município

 

Na manhã desta sexta-feira (27), aconteceu a reabertura do Centro de Atendimento Educacional Especializado (CAEE), local que integra educação, saúde e assistência social em um mesmo ambiente, garantindo acesso ao direito educacional e também aos direitos fundamentais das pessoas com deficiência. Este ano com uma grande novidade: com a contratação de um neuropediatra. Desde 2020 que o CAEE estava fechado e as crianças não tinham atendimento especializado e direcionado para cada necessidade.

Estavam presentes na cerimônia o prefeito de Belo Jardim, Gilvandro Estrela; o ex-ministro da educação, Mendonça Filho; a secretaria de Educação e Tecnologias, Carmen Peixoto; a de Governo e Articulação Política, Joedna Souza; vereadores, servidores municipais e mães, pais e crianças usuárias do Centro.

Sobre o processo de inclusão e cuidados com este público, o prefeito de Belo Jardim declarou seu apoio e atenção às famílias. “As mães que têm filhos especiais são mães duas vezes. Só Deus e vocês sabem como é difícil ter um filho especial, principalmente quando não recebem apoio de um governo. E hoje estamos resgatando esse apoio e o respeito para todos vocês”, disse o prefeito Gilvandro Estrela.

O ex-ministro asseverou as palavras do prefeito ao afirmar que “uma mãe que tem um filho com algum tipo de necessidade especial, ela é uma supermãe.  Uma mãe numa contingência como essa, ela precisa se redobrar em atenção, em esforço, em carinho, e amor. A gestão de Gilvandro Estrela tem buscado apoiar essas famílias para que assim possa acontecer a transformação da sociedade”, declarou Mendonça Filho.

Tendo consciência da importância e necessidade da reabertura do local, a gestão acelerou a demanda e a colocou como uma das prioridades da Secretaria de Educação. “Belo Jardim tem cerca de 500 famílias com crianças especiais que precisam ter um acompanhamento direcionado e com humanização. Nosso centro trata de apoio educacional com os profissionais dando o suporte necessário para o processo de inclusão. E com o desenvolvimento na sala de aula, ela terá o apoio educacional complementar aqui no centro”, disse a secretária de educação, Carmen Peixoto.

A coordenadora da educação inclusiva, Sandra Regina, falou sobre esse processo de inclusão das pessoas com deficiência na sociedade, afirmando que “com esforço e dedicação, a equipe identifica, elabora e organiza recursos pedagógicos e terapêuticos para facilitar a vida escolar desses aprendentes, considerando suas necessidades específicas.

“Aqui inauguramos a perspectiva de uma rede de apoio à pessoa com deficiência para que seu direito inalienável de aprender e progredir seja protegido e garantido”, disse o Secretário Executivo de ensino e aprendizagem, Everaldo Santos.



Postar um comentário

0 Comentários