OFERECIMENTO/ PROPAGANDA

Notícias

6/recent/ticker-posts

Vereador de Arcoverde diz que após requerimento dele Joe Biden fez doação de vacinas para o Brasil

Um vereador de Arcoverde, no Sertão de Pernambuco, afirmou que o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou a doação de vacinas contra a Covid-19 para o Brasil após um requerimento dele ser apresentado na Câmara de Vereadores de Arcoverde no dia 10 de maio (veja o vídeo acima).

O presidente americano fez o anúncio sobre a doação das vacinas contra a Covid-19 na quinta-feira (3). O Brasil está na lista com mais de 40 nações que irão receber parte do 1º lote, que tem 25 milhões de doses.

Rodrigo Enrique Roa Sarmiento, o Rodrigo Roa (Avante), de 54 anos, é colombiano e formado em medicina. O parlamentar foi eleito com 914 votos.

“Estou trazendo um requerimento. Talvez alguns achem uma ilusão, algo utópico pedir isso. Mas, estou pedindo esse requerimento e a todos os colegas vereadores dirigido ao ministro de relações exteriores com cópia para o excelentíssimo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. Vocês se perguntarão por que estou fazendo isso. A gente tem que sonhar alto. Os Estados Unidos compraram um bilhão de vacinas. O país tem 330 milhões de habitantes e só precisa de 330 milhões de vacinas”, disse o vereador no pronunciamento feito no dia 10 de maio.

Envio de vacinas

governo americano anunciou que vai começar a enviar um lote de 25 milhões de vacinas para vários países, inclusive o Brasil. O presidente Joe Biden tinha prometido compartilhar 80 milhões de doses de vacinas até o fim do mês: 25 milhões de doses da Johnson & Johnson, Pfizer e Moderna começaram a ser enviadas na quinta (3).

75% das vacinas vão ser distribuídos pelo consórcio Covax, coordenado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e vão para países da Ásia, África e da América Latina e Caribe. O Brasil está entre eles; vai ter que dividir esses 6 milhões com pelo menos 15 países da região. Os outros 25% vão ser enviados de forma bilateral para países aliados e parceiros como o México, o Canadá, a Coreia do Sul e a Índia.

A Casa Branca comprou mais de 1 bilhão de doses, suficientes para imunizar mais de duas vezes a população do país. Mas com a demanda em queda no país e doses sobrando nos estados, governo americano resolveu abrir mão, em meio a críticas e pressão crescentes para compartilhar vacinas com o resto do mundo. Fonte: G1

Postar um comentário

0 Comentários