OFERECIMENTO/ PROPAGANDA

Notícias

6/recent/ticker-posts

Por unanimidade, Câmara de Vereadores de Belo Jardim rejeita contas de 2015 do exprefeito João Mendonça

 

A Câmara de Vereadores de Belo Jardim, no Agreste, seguiu o parecer prévio da Segunda Câmara do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE) e rejeitou as contas do exercício financeiro de 2015 do ex-prefeito cassado e condenado à prisão João Mendonça. A votação aconteceu nessa segunda-feira (24), em sessão ordinária de forma presencial. Foram registrados 12 votos favoráveis à rejeição e abonadas três faltas.

Votaram pela rejeição das contas os vereadores Thallys Bruno (Cidadania), Zé Lopes (DEM), Marcelino Monteiro (Republicanos), Zé Gury Jr. (PTB), Guilherme Monark (SD), Claudemir Paulino (Republicanos), Tenente (PTB), Euno Andrade (Republicanos), Lila (DEM), Autarquia (PTB), Rômulo César (DEM).

“Em face do parecer do Tribunal de Contas e da falta de defesa do ex-prefeito – que deixou correr à revelia – nem mesmo ele apresentou defesa, nem a sua base de apoio aqui na Casa o defendeu, eu voto pela reprovação das contas”, justificou o vereador e líder do governo, Rômulo César.

Os vereadores Nilton Senhorinho, Soldado Edvaldo, Pitomba da Lotação, do PSB, partido ligado ao ex-gestor, não compareceram à sessão. No entanto, o Soldado Edvaldo estaria afastado das atividades presenciais por testar positivo para Covid-19. O vereador Nilton Senhorinho enviou uma justificativa à presidência afirmando estar apreensivo com a situação epidemiológica do município e por isso não iria comparecer à sessão presencialmente. Já o vereador Pitomba não apresentou justificativa à mesa diretora para argumentar a falta.


Postar um comentário

0 Comentários