OFERECIMENTO/ PROPAGANDA

Notícias

6/recent/ticker-posts

Profissionais de saúde de Belo Jardim enfrentam lugares precários para vacinar idosos na zona rural do município

 

De acordo com informações, um acidente envolvendo um caminhão e uma caminhonete, aconteceu por volta das 20:00h deste domingo (11/04/21) no Km 217 da BR 232, nas proximidades do Distrito de Mimoso, Zona Rural de Pesqueira, Agreste de Pernambuco. Segundo informações, a colisão lateral entre os dois veículos deixou dois feridos e o caminhão tombado as margens da BR 232.

A vacinação contra a Covid-19 tem sido um desafio para todos os municípios brasileiros, principalmente pela demora do imunizante chegar à população. Em Belo Jardim, além da busca constante para vacinar os grupos prioritários na área urbana, os profissionais de saúde enfrentam as intempéries para imunizar os moradores das áreas rurais do município.

Casas afastadas em morros, terrenos íngremes, com acesso extremamente complicado até para chegar a pé, pois de carro não entra, são algumas das rotas enfrentadas pelos vacinadores que fazem a cobertura de vacinação através do Programa de Agentes Comunitário de Saúde Rural Itinerante – PACS Rural Itinerante.

“A área de cobertura pelo PACS Rural Itinerante sempre foi muito negligenciada pelos governos passados. Ao me juntar aos Agentes Comunitário de Saúde (ACS) começamos a atender por livre demanda e em domicílio. As rotas que fazemos são de difícil acesso e se chover é impossível ir, por isso um dia antes a ACS me avisa se choveu ou não. Estradas íngremes, onde só é possível subir se a caminhonete tiver tração nas quatro rodas...Além disso, existem casas afastadas onde subimos e descemos morros a pé levando todo material necessário para uma assistência completa afim de promover, prevenir e detectar patologias e comorbidades desde então esquecidas”, explicou a enfermeira, Vivianny Nogueira.

Ela explicou ainda que, através do trabalho realizado nestas áreas, já foram encontradas comunidades inteiras tomando medicação por conta própria. “Além deste momento de vacinação contra a Covid-19, observamos a saúde integral dos moradores. Já achamos moradores de um mesmo lugar, na zona rural, onde diabéticos e hipertensos estavam descompensados por tomarem o mesmo medicamento. Então, encaminhamos para rede especializada para avaliar caso a caso. Quando não há possibilidade de se fazer o deslocamento dessas pessoas a prefeitura leva a assistência até a família conforme solicitado mediante avaliação sistemática”, revelou.

Além dos distritos de Xucuru, Água Fria e Serra do Vento, equipes de Saúde da Família cobrem 11 comunidades na zona rural. São elas: Sítio Palha, Vila Nova, Sítio Gravatá, Sítio Campo Novo, Vila Raiz, Santa Luiza, Taboquinha e Sítio Fundão. Estes sítios possuem, em média, mais 20 comunidades adjacentes. Por isso, a Secretaria de Saúde tem equipes itinerantes para atender estas localidades.

“Seguimos o caminho sabendo nossa missão e na certeza de que podemos sempre fazer mais e mais, mesmo diante de todas as dificuldades encontradas. Subimos e descemos montanhas e assim vamos mudando a realidade da população rural do nosso município mantendo sempre os princípios do SUS: igualdade, equidade e universalidade. O nosso PACS Rural Itinerante segue realizando um trabalho humanizado e de qualidade”, finalizou a enfermeira.

Postar um comentário

0 Comentários