OFERECIMENTO/ PROPAGANDA

Notícias

6/recent/ticker-posts

Celpe cumpre acordo firmado com prefeitura e religa energia de ruas e praças da cidade

 

O Governo Gilvandro Estrela iniciou a gestão com um grande desafio, negociar com a Celpe uma dívida milionária deixada pelas antigas gestões, que fez com que a companhia desligasse a energia de várias ruas e praças da cidade, deixando Belo Jardim às escuras e afetando diretamente a vida da população. 

O prefeito e o secretário de gestão, Laércio Lemos, trabalharam incansavelmente para sanar o problema. Em um ato histórico, o Governo Gilvandro fez um acordo de pagamento com a Celpe, no dia 12 de fevereiro, para reestabelecer a energia elétrica em Belo Jardim. A dívida com a companhia ultrapassava a casa dos R$ 4 milhões de reais (R$ 4.264.497,90)

Desse valor, foi pago pelo governo Gilvandro Estrela o montante de R$ 429.497,90 à vista da primeira parcela do acordo, além do consumo mensal, que, desde janeiro de 2021, está sendo pago rigorosamente em dia. As demais parcelas foram divididas em mais um pagamento de R$ 191.743,74, já efetuado este mês pela prefeitura, e outras 48 prestações fixas de R$ 85.559,04.

“Estávamos e estamos fazendo a nossa parte. Mesmo assim, precisei da influência do ex-ministro Mendonça Filho para que a Celpe cumprisse o acordo firmado. Aos poucos a nossa cidade volta a ser iluminada, graças a Deus”, disse o prefeito Gilvandro Estrela.

Embora o acordo tenha sido firmado no dia 12 de fevereiro, a Celpe só começou a cumprir o que foi acordado esta semana, graças a articulação do ex-ministro da Educação, Mendonça Filho, que precisou intervir junto à presidência da companhia e à diretoria do Grupo Neoernegia. No início desta semana, a empresa começou a religar a energia da Avenida Sebastião Rodrigues da Costa, no São Pedro, Avenida Júlia Rodrigues Torres, Cohab I, do Corredor que liga o bairro do Santo Antônio à Lagoa, além de praças e várias outras ruas que estavam no escuro desde o ano passado.

"O contrato ainda não foi assinado, apesar das bases já terem sido acertadas. A Celpe está religando porque confia na administração Gilvandro Estrela. A assinatura agora só depende da burocracia da Celpe", explicou o secretário de gestão, Laércio Lemos.

Postar um comentário

0 Comentários