ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Taxa de contágio da Covid-19 em PE volta a subir, puxada por cidades do Agreste, aponta secretário de Saúde



A taxa de contágio do novo coronavírus voltou a subir em Pernambuco, de acordo com o secretário estadual de Saúde, André Longo. Nesta segunda-feira (22), o gestor informou que esse índice passou de 1, marca da qual o estado ficou abaixo por cerca de 20 dias. Segundo Longo, a região que puxa esse número para cima é o Agreste, sobretudo na área de Caruaru e cidades próximas. 

A informação foi repassada durante entrevista coletiva transmitida pela internet. Longo não falou sobre os índices, embora tenha atestado o aumento.
No entanto, o estudo do Covid-19 Analytics, grupo de pesquisadores da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), aponta que a taxa atual de Pernambuco é de 1,15. Esse foi o mesmo instituto que apontou, na última semana, que o estado era o que se mantinha mantém há mais dias com baixa taxa de contágio no país. Na época, o índice era de 0.87.
 
"Passamos 20 dias com taxa de transmissibilidade abaixo de 1. É fato que hoje ela ultrapassou um pouco de 1, mas ela não é homogênea no estado. É preciso dizer isso. Acabei de falar do exemplo do Agreste. O Agreste claramente está puxando a transmissão do estado para cima, enquanto aqui na Região Metropolitana do Recife,na capital, temos taxa de transmissão [baixa] hoje ainda fruto do processo de isolamento", disse Longo.

O secretário de Saúde admitiu que a situação de Caruaru, cidades vizinhas e a região Agreste, de forma geral, é preocupante para o governo do Estado.

"São movimentos absolutamente antagônicos. Recife faz uma curva virtuosa. Caruaru faz uma curva preocupante do ponto de vista da evolução dos número da taxa de crescimento da doença. É preciso separar isto de forma muito clara para orientar a intervenção. O estado já havia percebido que havia uma resistência maior dessa taxa em 85 municípios, por isso parou a evolução do plano de convivência no Agreste e nas Matas [Sul e Norte]", afirmou.

André Longo se refere ao plano de retomada econômica: enquanto as demais cidades de Pernambuco avançaram, nesta segunda, para a quarta fase do projeto, reabrindo shoppings e lojas com mais de 200 metros quadrados, os 85 municípios que ele citou ainda estão na segunda etapa.

O secretário afirmou que medidas devem ser anunciadas ainda nesta segunda ou, no máximo, na terça, para tentar controlar a situação epidêmica dos municípios com maior taxa de contágio.

"Nosso esforço é para reduzir a incidência de casos graves. Para isso, temos que reduzir a transmissão da doença. Naquela região do Agreste, notadamente na região de Caruaru, temos visto uma taxa de transmissão muito elevada e, infelizmente, o funcionamento de muitas áreas do comércio que não eram para estar funcionando, na medida em que nós estacionamos o plano de convivênvcia nos 85 municípios", declarou.

Além disso, junto às gestões municipais, o estado planeja aumentar a quantidade de leitos de Terapia Intensiva na região, até para desafogar os da Região Metropolitana do Recife.

"Hoje, nossas análises mostram Caruaru como o segundo município que tem mais residentes internados em hospitais aqui da Região Metropolitana. Isso realmente é preocupante na medida em que precisamos dar as mãos, estado e municípios, para conter a evolução da doença, em especial na região de Caruaru", disse Longo.

Hospital
Nesta segunda, o governador Paulo Câmara (PSB), em visita ao Hospital de Referência Covid-19 Unidade Boa Viagem, o antigo Alfa, anunciou a ampliação do número de leitos de UTI para tratamento da Covid-19.

Agora, o centro hospitalar conta com mais 10 vagas, totalizando 70 para Terapia Intensiva, exclusivas para pacientes com diagnóstico da doença. Atualmente, esse é o maior Hospital com UTIs para o tratamento do novo coronavírus no Estado.

Covid-19 em Pernambuco
Foram confirmados, nesta segunda-feira (22), 381 novos casos e 18 óbitos pela Covid-19 em Pernambuco. Até essa data, o estado somou 52.494 casos e 4.252 mortes provocadas pela doença causada pelo novo coronavírus. 
Fonte: G1

Nenhum comentário