ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Com mais 1.191 pacientes e 86 óbitos por Covid-19, Pernambuco totaliza 54.022 casos e 4.425 mortes


Pernambuco confirmou, nesta quarta-feira (24), 1.191 casos da Covid-19, além de 86 óbitos (veja vídeo acima). Com esse acréscimo, o estado passou a contabilizar 54.022 pessoas que receberam diagnóstico positivo para a doença provocada pelo novo coronavírus e 4.425 mortes.

Entre os casos confirmados nesta quarta-feira (24), 992 são considerados leves, enquanto 199 se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag). Ao todo, o estado registrou, até essa data, 18.553 casos graves e 35.469 quadros leves.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), os 86 óbitos confirmados somente nesta quarta-feira (24) ocorreram desde 18 de abril. Desse total, 65 aconteceram entre essa data e 20 de junho, enquanto 21 óbitos foram registrados nos últimos três dias.

O boletim também registrou 36.710 pessoas curadas da Covid-19 no Estado. Desse total, 8.679 são de casos graves e 28.031 casos leves.

Os casos graves confirmados da doença estão distribuídos por 175 municípios pernambucanos, além do Arquipélago de Fernando de Noronha e da ocorrência de pacientes em outros estados e países.

Mortes
Entre as 86 mortes confirmadas nesta quarta, 50 foram do sexo masculino e 36 do sexo feminino. Os novos óbitos confirmados são de pessoas residentes nos municípios do Recife (30), Caruaru (13), Jaboatão dos Guararapes (12), Paulista (5), Sirinhaém (3), Garanhuns (2), Itambé (2), Olinda (2), Timbaúba (2), Arcoverde (1), Abreu e Lima (1), Afogados da Ingazeira (1), Barreiros (1), Belo Jardim (1), Bezerros (1), Condado (1), Itapissuma (1), Itaquitinga (1), Paudalho (1), Pombos (1), Surubim (1), Tamandaré (1), Trindade (1) e Xexéu (1).

Os pacientes tinham idades entre 26 e 93 anos. As faixas etárias são: 20 a 29 (1), 30 a 39 (2), 40 a 49 (5), 50 a 59 (12), 60 a 69 (17), 70 a 79 (22), 80 ou mais (27).

Dos 86 pacientes que morreram, 65 apresentavam doenças pré-existentes (comorbidades), como hipertensão (29), diabetes (29), doença cardiovascular (27), doença renal (11), doença respiratória (10), câncer/histórico de câncer (9), doença pulmonar (6), imunossupressão (3), obesidade (3), doença neurológica (2), histórico de AVC (2), infecção do trato urinário (1), doença hepática (1), tromboembolismo (1) e doença de Alzheimer (1). De acordo com a SES, um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Oito dos que morreram não possuíam doenças pré-existentes e os demais estão em investigação pelos municípios.

Nenhum comentário