ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Pernambuco e mais cinco estados têm colapso na rede privada de UTIs



Seis estados brasileiros estão em colapso na rede privada de Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) por causa do novo coronavírus. A informação é do presidente da Confederação Nacional de Saúde, Breno Monteiro. Pernambuco é um dos estados que estão sofrendo com a disponibilidade de leitos para tratamento de pacientes.

De acordo com Breno Monteiro, o problema também ocorre no Amazonas, Pará, Ceará, Maranhão e no Rio de Janeiro. Segundo ele, ter 90% ou mais de UTI ocupadas já configura uma situação de colapso.

O Governo de Pernambuco informou por meio de nota que está com um cronograma permanente de abertura de leitos. E disse também que já foram criadas, em 45 dias, 915 vagas exclusivas para a doença, sendo 454 de UTI.

"A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) reforça que Pernambuco possui uma das maiores redes de saúde sob gestão estadual do país. E todos os hospitais e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) continuam atuando com suas emergências abertas, com foco no atendimento inicial e estabilização de pacientes graves",explicou.

Leia a nota completa:
"O Governo de Pernambuco não tem medido esforços para ampliar a rede de enfrentamento à Covid-19 no Estado. Com um cronograma permanente de abertura de leitos, já foram criadas, em apenas 45 dias, 915 vagas exclusivas para a Covid-19, sendo 454 de UTI. Além disso, a rede municipal do Recife já conta com 554 leitos, sendo 109 leitos de terapia intensiva. É importante destacar que houve, nas últimas semanas, um aumento de mais de 400% nas internações de casos suspeitos da Covid-19 nesta rede. Todos os pacientes que estão aguardando, momentaneamente, a transferência para centros de referência, estão sendo assistidos em unidades de saúde que contam com estrutura de salas de estabilização, pontos de oxigênio e respiradores.

É importante destacar ainda que a dinâmica de disponibilização de vagas pela Central de Regulação de Leitos para internamento de casos de Covid-19 é extremamente dinâmica. A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) reforça, por fim, que Pernambuco possui uma das maiores redes de saúde sob gestão estadual do país. E todos os hospitais e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) continuam atuando com suas emergências abertas, com foco no atendimento inicial e estabilização de pacientes graves. Todos estes serviços equipados com respiradores e fontes de oxigênio para os casos que necessitam de uma assistência mais especializada. No caso específico das UPAs, as 15 unidades estaduais foram reforçadas, neste período, com equipamentos e profissionais".
NE 10 Interior

Nenhum comentário