ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Mendonça Filho: Paulo Câmara e Geraldo Júlio querem o lockdown, mas transferem a decisão para a Justiça


Mendonça: Paulo Câmara e Geraldo Júlio querem o lockdown, mas transferem a decisão para a Justiça

O ex-ministro da Educação, Mendonça Filho, cobrou do governador Paulo Câmara e do prefeito do Recife Geraldo Júlio que assumam suas responsabilidades diante do agravamento da crise da covid_¬19. “O governador e o prefeito são os maiores gestores de saúde no Estado. Se o sistema entrou em colapso a ponto de precisar de um lockdown, como o Governo deixa a entender, eles têm obrigação moral de vir a público e mostrar a realidade para a população. Tentar se esconder por trás do Ministério Público, da Justiça e do Governo Federal é omissão”, criticou Mendonça ressaltando que é fundamental transparência e coragem dos gestores para assumir o ônus das decisões.

Quando começou a cogitar a possibilidade de decretar lockdown, o Governo do Estado pediu apoio de tropas federais para atuar bloqueando ruas e reprimindo a circulação de pessoas. “Agora tenta jogar para a Justiça a responsabilidade da decisão. O Judiciário não tem domínio técnico sobre a situação da saúde no Estado e competência constitucional para decretar o lockdown, que é ato administrativo”, afirmou.

Segundo Mendonça, é inaceitável que continuem passando para a população um mundo de fantasia, anunciando expansão de leitos ambulatoriais e de UTIS, que não estão disponíveis na totalidade. A sociedade precisa saber que apenas 36% dos leitos de UTI anunciados estão abertos para receber pacientes da covid_19”, destacou. Pernambuco é um dos estados com maior número de profissionais de saúde contaminados pelo coronavírus. “O Governo não tem garantido sequer as condições de trabalho necessárias para médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e outros profissionais de saúde, muitos deles estão comprando EPIS do próprio bolso”, completou.

Mendonça diz que a omissão dos governos Paulo Câmara e Geraldo Júlio na gestão da crise da pandemia do coronavírus é em todas as áreas. “Não há apoio ao setor produtivo por parte do Governo estadual e da prefeitura. O que a gente vê é o comercio fechado, os profissionais liberais sem renda e os autônomos sem apoio do governa estadual.  O apoio que está tendo para o setor produtivo e para a população é do Governo Bolsonaro, que está inclusive apoiando o Estado com recursos e suspensão e adiamento do pagamento das dívidas estaduais”, concluiu.

Nenhum comentário