ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Coronavírus: Presidente das Filipinas autoriza policiais a matar quem violar isolamento



O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, disse em um pronunciamento na televisão que é necessário que todos cooperem e obedeçam as medidas do isolamento social por causa do novo coronavírus (covid-19).

De acordo com Duterte, as autoridades estão tentando diminuir a disseminação do vírus e impedir que o sistema de saúde filipino, que é frágil, fique sobrecarregado. "Está piorando. Então, mais uma vez, estou falando a vocês sobre a seriedade do problema e que vocês precisam ouvir", declarou. Nas últimas três semanas, as Filipinas registraram 96 mortes e 2.311 casos de coronavírus.

Ordem para matar
Na quarta-feira (01/04), moradores de uma área pobre de Manila realizaram um protesto pedindo auxílio alimentar do governo. A confusão que foi divulgada pela imprensa, terminou com prisões.

SEGUE LÁ

O episódio fez com o presidente subisse o tom sobre o cumprimento da quarentena. "Minhas ordens à polícia e aos militares... se houver tumultos e alguma ocasião em que houver reação e as vidas de vocês estiverem em perigo, atiram para matar. Está entendido? Para matar. Em vez de causarem tumultos, enterrarei vocês".

O país também registrou casos de abuso físico e discriminação de funcionários de hospitais, o que foi condenado pelo presidente.

A fala de Duterte foi criticada e vista como incitação à violência. Entretanto, nesta quinta, o chefe da polícia nacional disse que a corporação entendeu que o presidente estava demonstrando seriedade com relação à ordem pública e que ninguém será baleado.
NE10 Interior

Nenhum comentário