ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Dois primeiros casos do novo coronavírus são confirmados em PE


Os dois primeiros casos do novo coronavírus (Sars-Cov-2) foram confirmados em Pernambuco, ambos moradores do Recife que estiveram juntos na Itália, informou a Secretaria Estadual de Saúde (SES) nesta quinta-feira (12). Na quarta (11), a Organização Mundial da Saúde declarou a pandemia mundial de Covid-19, doença causada pelo vírus.

Na quarta-feira (11), o Ministério da Saúde (MS) confirmou 52 casos da infecção no país. Depois da divulgação do boletim, a Bahia divulgou que seu terceiro caso foi confirmado e, em São Paulo, o Hospital Albert Einstein confirmou mais 16 casos de pacientes infectados pelo novo coronavírus.

Ainda no fim da noite da quarta, a Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul divulgou que mais dois casos foram confirmados. Com isso, o total de confirmações no país pode ser de 73 casos.

Além de Pernambuco, ao menos oito estados e o Distrito Federal já confirmaram casos da infecção. Nesta quinta-feira (12), foi publicada uma portaria do Ministério da Saúde que define como serão feitos o isolamento e a quarentena para enfrentar a pandemia no país.

As confirmações em Pernambuco ocorreram através de exames realizados no Instituto Evandro Chagas, do Pará. Os pacientes são uma mulher de 66 anos e um homem de 71 anos, que estão internados em uma unidade particular de saúde do Recife. Ambos apresentaram febre, tosse e dor de cabeça.

De acordo com a SES, o homem está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas o quadro de saúde é considerado estável. A notificação do casal foi feita no dia 5 de março.

"O fato de o senhor de 71 anos estar na UTI é porque ele apresentou febre. Por isso, achamos melhor colocá-lo numa unidade com maior monitoramento. Ele está estável, respirando espontaneamente", disse o infectologista Demétrius Montenegro.

"Dentre os 39 casos suspeitos [no estado] divulgados na quarta (11), havia um paciente que entrou em contato com esses dois pacientes confirmados. Essa pessoa está em isolamento domiciliar. Ainda não temos a transmissão local confirmada. Todos os esforços se mantêm na vigilância", declarou o secretário Estadual de Saúde, André Longo.

De acordo com o secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, a pessoa que entrou em contato com o casal infectado é uma mulher de 47 anos, que relatou sintomas como febre. Ela foi classificada como caso provável na quarta (11).

"Nós estamos numa fase em que temos confirmação de vírus importado e estamos monitorando de perto o caso de contato domiciliar", afirmou Correia, que reforçou a importância de prevenção. "A mais importante medida a ser tomada é a lavagem de mãos. Se os cuidados valem para todos, valem em dobro para as pessoas acimas de 60 anos", disse

A ida do casal à Europa foi no dia 17 de fevereiro e a volta ao Brasil foi no dia 29 do mesmo mês. "Também estamos monitorando os contatos dessa senhora [listada como provável]. Esse monitoramento visa flagrar o desenvolvimento da cadeia de transmissão entre essas pessoas", detalhou o secretário municipal de Saúde.

O casal mora em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. A mulher de 47 anos mora no Pina, também na Zona Sul. Não foi identificado outro contato dos dois idosos que apresente sintomas.

"A gente espera que a população mantenha a calma. É extremamente importante que as pessoas mantenham a tranquilidade e prestem atenção aos seus hábitos de higiene com as mãos. Evitar coçar os olhos, roer as unhas, colocar a mão no nariz", disse Demétrius Montenegro.

Entre o dia 25 de fevereiro e 11 de março, foram 39 casos notificados como suspeitos pelo governo de estadual. As duas crianças que eram casos suspeitos de Covid-19 em Pernambuco tiveram negativos para a doença. Até as 11h, não havia novas notificações.

De acordo com a Secretaria de Saúde de Pernambuco, os pacientes considerados suspeitos têm histórico de passagem pela FrançaInglaterraItáliaEspanhaAlemanhaSuíçaHolandaPortugalEmirados ÁrabesEstados Unidos Israel.

Com a confirmação de casos de Covid-19, foi instaurado um Comitê de Operações de Emergência. "Nesse comitê, vamos coordenar os esforços em tempo real, com reuniões diárias, para acompanhar essa situação dinâmica, para passar informações e tomar medidas de vigilância e assistência", afirmou André Longo. Fonte: G1

Nenhum comentário