ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Família acusa hospital de Belo Jardim por negligência após morte de bebê



Siga Nosso Instagram

A família de um bebê de um ano e três meses acusa a Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h) de Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco, de negligência após a morte da criança.

De acordo com a mãe, Gislene Silva, no último domingo (5) o menino começou a sentir dores abdominais e foi levado para uma unidade de saúde de São Bento do Una, também no Agreste. Ele foi atendido e liberado.

Porém, a criança continuava se queixando de dores, então a família decidiu levá-lo no mesmo dia para a UPA 24h de Belo Jardim. O garoto chegou na unidade por volta das 23h, e segundo a mãe, teria sido medicado apenas com remédio para dores. Por volta de 1h da segunda (6), ele foi liberado para casa.

De acordo com a mãe, a criança apresentava lesões nas nádegas e não havia defecado. "Deitei ele na maca e mostrei a barriguinha dele bem inchada. O médico perguntou a mim se ele tinha febre, eu disse que não", contou.

Entretanto, às 5h, Gislene percebeu que a criança estava passando mal e voltou para a unidade de saúde, mas o menino já estava sem vida. "As mãozinhas geladas e a linguinha ficando roxas, eu me desesperei", relembrou.

De acordo com a diretora da UPA 24h da cidade, como o caso está sendo tratado como possível negligência, uma sindicância será aberta para que os fatos sejam apurados. "O médico atendeu a criança, medicou e posterior liberou. Ele retornou já em óbito. A gente vai enviar essa documentação, já que foi questionado, para o jurídico para apurar o que de fato aconteceu", disse Carla Cibele.

Em nota, a Polícia Civil informou que não foi registrada nenhuma denúncia sobre o suposto novo caso de negligência médica. A delegacia também informou que três outros casos de negligência na rede municipal de saúde envolvendo a morte de crianças estão sendo investigados. Um quarto caso já teve as investigações finalizadas e foi encaminhado ao Ministério Público. A polícia informou que esse caso foi enquadrado como homicídio culposo por omissão de socorro.
NE Interior

Nenhum comentário