ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Projeto “Era uma vez… Brasil” leva estudantes da rede pública para intercâmbio cultural em Portugal


Vinte estudantes do 8º Ano do Ensino Fundamental da rede pública de Ensino da cidade de Belo Jardim (PE) terão a oportunidade de passar dez dias de imersão sociocultural em Lisboa a partir de projeto do Instituto Conceição Moura e Origem Produções

O projeto Era uma vez… Brasil, iniciativa do Instituto Conceição Moura e Origem Produções, chega a sua terceira etapa: o embarque, nesta quarta-feira (06) de 20 estudantes da rede pública de ensino de Belo Jardim para um intercâmbio cultural de dez dias em Lisboa, Portugal. Em sua quarta edição, o Era uma vez… Brasil tem foco no resgate às origens da formação do Brasil e na compreensão da influência dos indígenas, europeus e africanos na construção do povo brasileiro, respeitando as diferenças e as características sociais e culturais desses grupos.


Os estudantes selecionados são do 8º Ano do Ensino Fundamental. Os selecionados foram os que mais se destacaram na etapa Campus, realizada em julho deste ano. Foram sete dias, em período integral, em contato com vivências dos povos indígenas e quilombolas e participando de oficinas culturais de teatro, música, audiovisual, capoeira e HQs. Agora, terão a oportunidade de percorrer os caminhos da corte portuguesa em Lisboa antes da chegada ao Brasil. Uma experiência única de ampliação da visão de mundo através do estudo de História, mais especificamente, sobre o período de colonização do Brasil pelos portugueses.

Os estudantes de Belo Jardim se juntarão a jovens de Lençóis Paulista e Macatuba, em São Paulo, e Salvador e Mata de São João, na Bahia. No total, 55 alunos participarão do intercâmbio cultural.

“Muito além de proporcionar uma viagem inesquecível, o projeto estimula os estudantes a compreender a história do Brasil e refletir sobre o cenário atual. O grande prêmio, na verdade, é o de despertar o lado crítico desses adolescentes para que entendam a sua própria história e passem a ver o seu país sob outra perspectiva, é uma possibilidade dos alunos ampliarem a visão sobre os acontecimentos atuais, baseado no olhar histórico”, destaca a presidente do Instituto Conceição Moura, Taciana Moura.


O projeto é um programa de atividades que colabora com o desenvolvimento da cultura nacional e promove o enriquecimento dos alunos envolvidos por meio do contato com diferentes linguagens artístico-culturais, tendo como base o livro 1808, do escritor e jornalista Laurentino Gomes, parceiro do projeto e que já acompanhou os jovens em 2016 e 2017 na viagem a Portugal.


Uma novidade da edição de 2019 no Projeto reside na criação de uma Quarta Etapa – “Era uma vez… Comunidade” -, realizada após o retorno dos participantes do intercâmbio cultural. A ideia é estimular os jovens a utilizarem o conhecimento adquirido ao longo do ano para apresentar um projeto que, adaptado à realidade de cada um, impacte a comunidade onde vivem, seja da rua, do bairro ou da cidade. Assim, por meio da continuidade, promoverá ações de pertencimento comunitário e cidadania e dará a cada estudante o poder de ser um agente de transformação social também para outras pessoas. Fonte: Jardim do Agreste

Nenhum comentário