ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PF - Realiza autuação em flagrante de dois indivíduos quando retiraram em agências dos correios R$ 5.000 reais em notas falsas compradas pela internet em Pernambuco



A Polícia Federal, procedeu a autuação em flagrante na tarde do dia 07/11/2019, por volta das 14h, de Idson José Sene Gomes, Brasileiro, solteiro, 19 anos, estudante, natural de Recife/PE e residente em Campo Grande-Recife/PE, (não possui antecedentes criminais) e na tarde do dia  17/11/2019 por volta das 16h, Rafaela Domingos Ferreira, Brasileira, solteira, 22 anos, técnica em administração, natural de Recife/PE e residente em Abreu e Lima/PE, (não possui antecedentes criminais). 

A prisão foi realizada por policiais federais lotados na Delegacia de Repressão a Crimes Fazendários-DELEFAZ, através de informações na área de inteligência policial, dando conta que falsários (ainda não identificados) teriam enviado diversas remessas de cédulas falsas para várias localidades do Brasil, a partir de uma agência dos Correios de São Paulo/SP e que a primeira remessa seria retirada na agência dos Correios da Encruzilhada/PE e a segunda seria recepcionada no endereço da destinatária. 


De posse dessas informações foi montada uma equipe de policiais federais que se dirigiram até os locais onde as notas seriam repassadas com vistas a identificar os suspeitos e realizar as prisões, caso houvesse a confirmação da ilicitude. A ação teve seu desfecho, quando os federais identificaram o estudante retirando a encomenda suspeita e ao sair da agência foi abordado pelos policiais federais que ao ser solicitada  a abertura do envelope, *constatou-se que dentro dele havia contendo 40 (quarenta) cédulas falsas, de R$ 100,00 (cem reais), totalizando R$ 4.000,00 (mil reais). Já a segunda prisão aconteceu quando a técnica em administração ao receber e em sua residência a correspondência dos correios foi abordada pelos federais que ao ser solicitada  a abertura do envelope, *constatou-se que dentro dele havia contendo 50 (cinquenta) cédulas falsas, de R$ 10,00 (dez reais) e 05 (cinco) cédulas falsas de R$ 100,00 (cem) reais, totalizando R$ 1.000,00 (mil reais).

Terminado os trabalhos ostensivos e tendo sido constatado a existência das cédulas falsas, os suspeitos receberam voz de prisão em flagrante, tendo sidos informados dos seus direitos e garantias constitucionais e em seguida foram conduzidos para a Superintendência da Polícia Federal, no Cais do Apolo, onde acabaram sendo autuados em flagrante pelo crime contido no artigo 289 § 1º do Código Penal  (Adquirir Moeda Falsa) e caso seja condenados poderão pegar penas que variam de 3 a 12 anos de reclusão, além de multa. Após a autuação, os presos realizaram Exame de Corpo de Delito no IML - Instituto de Medicina Legal, foram encaminhados para a audiência de custódia, sendo liberados e vão responder ao processo em liberdade, ficando a disposição da Justiça Federal. 


Em seu interrogatório, o estudante disse que comprou as cédulas falsas pelo aplicativo whatsapp pelo valor de R$ 650 reais e que tinha a intenção de repassá-las no comércio local da região metropolitana do Recife/PE. Já a técnica em administração informou que um amigo seu (não de detalhes sobre a pessoa), também comprou as cédulas falsas pelo aplicativo whatsapp pelo valor de R$ 250 reais e pediu que fosse utilizado o seu endereço para envio das notas falsas, não sabendo que isso constituía crime.

A Polícia Federal vem desenvolvendo várias operações policiais no Brasil onde tem identificado e prendido criminosos que estão utilizando a internet para a venda ilegal de notas falsas. Em 13/03/2019, foi deflagrada a operação Big Jhow no Espírito Santo, em 10/09/2019 – Operação Monster no Tocantis e em 22/10/2019, a operação Real Fake em Cuiabá. O Facebook, proíbe o uso da rede social para facilitar ou organizar atividades criminosas que causem danos financeiros a pessoas ou negócios e remove qualquer conteúdo desse tipo quando ficam ciente através de denúncias. E quem faz esse tipo de negociação também corre o risco de ter seus dados pessoais e números de celulares usados para aplicar golpes.

ESTATÍSTICAS EM PERNAMBUCO

EM 2018 REGISTRAMOS OS SEGUINTES RESULTADOS:
04 (quatro) apreensões significativas;
R$ 33.500,00 (trinta e três mil e quinhentos reais); 06 (seis) presos;
EM 2019 REGISTRAMOS OS SEGUINTES RESULTADOS:
07 (sete) apreensões significativas;
R$ 18.100,00 (treze mil e cem reais); 09 (nove) presos;

A maior apreensão realizada pela Polícia Federal no Estado de Pernambuco aconteceu no dia 14.09.2009 através da “Operação Contenção” realizada nas cidades de Canhotinho/PE, Agrestina/PE e Caruaru/PE quando foram presas 04(quatro) pessoas e apreendidas R$ 44.900,00 (quarenta e quatro mil e novecentos) reais em notas falsas.
Fonte: Agreste Em Alerta

Nenhum comentário