ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Sepultar entes queridos nos cemitérios da cidade de Poção, tem se tornado algo constrangedor pela falta de espaço



Sepultar os entes queridos nos cemitérios da cidade de Poção, no agreste de Pernambuco, tem se tornado algo constrangedor pela falta de espaço. A cidade conta com quatro cemitérios, mas todos estão lotados.

No início de outubro, um jovem morreu vítima de acidente de trânsito, mas não pôde ser enterrado no cemitério da cidade onde nasceu. Segundo a mãe dele, Maria Madalena, o que mais dói é o desprezo por parte do poder público. "Somos filhos naturais e queremos sepultar nossos familiares aqui", disse.


O corpo do filho de Madalena foi enterrado no cemitério do Sítio Lagoa Seca, na zona rural da cidade, que também já está lotado.

Recentemente foram criadas gavetas para sepultar indigentes, mas estão desocupadas. Na cidade, cerca de 70 pessoas morrem por ano.

De acordo com o administrador do cemitério Campo Santo, Jailson José, só é possível enterrar alguém na cidade se um familiar já tiver um túmulo. "Temos gavetas públicas e, infelizmente é o que temos no momento", frisou.
Fonte: NE10 Interior

Nenhum comentário