ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Muriçocas voltam a tirar a paz do belo-jardinense



A grande quantidade de muriçocas que está sendo vista nos últimos tempos em Belo Jardim, tem preocupado os moradores do município. Isso porque, diversos bairros foram tomados por verdadeiros enxames do inseto, que podem ser vetores de doenças como dengue, zika e chikungunya. 

De acordo com um morador do bairro Santo Antônio, o problema se agravou nos últimos. “Há muito tempo que a gente vem cobrando e não fazem nada. É muriçoca de noite que incomoda bastante se a gente não tiver um repelente, infelizmente fica só as picadas de insetos”, disse ele, falando também sobre o medo dos insetos serem transmissores de doenças. 

Já uma moradora do Viana e Moura da BR disse em tom de brincadeira “aqui onde moro as muriçocas estão querendo levar as crianças. Tem que colocar uma pedra de calçamento no pescoço das crianças se não as muriçocas levam”. 

Uma moradora do Viana e Moura da Faculdade também brincou através do WhatsApp, informando que os insetos já viraram animais de estimação. Devido a grande quantidade que invade as casas. 

No dia 30 de abril de 2019 o Ministério da Saúde classificou Belo Jardim como sendo um dos 994 municípios brasileiros em riscos de sofrer um surto de dengue, zika e chikungunya em 2019. Segundo os dados do Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes Aegypti (LIRA) o município aparece com um Índice de Infestação Predial de 4,8%, enquanto o ideal seria estar em menos de 1%.