ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Governadores cobram inclusão de estados na reforma


“Não haverá fim de privilégios no Brasil enquanto o país não alcançar um regramento único para o modelo de Previdência geral, até o limite do teto do INSS, e um regramento para o sistema complementar, acima do teto das aposentadorias e pensões”. 

A afirmação foi feita pelo governador do Piauí, Wellington Dias, em debate, ontem, na comissão especial do Senado que acompanhava a reforma da Previdência, em votação no Plenário da Câmara. 

“É necessária a adoção de medidas que possam permitir o equilíbrio financeiro e atuarial nas Previdências pública e privada, de uma reforma que permita ao Brasil ter o que outros países desenvolvidos e em desenvolvimento já alcançaram: a unificação das regras”, defendeu. 

O debate também contou com a participação dos governadores do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e do Paraná, Carlos Massa Ratinho Júnior, que assim como Dias, defenderam a inclusão de estados e municípios no texto da reforma da Previdência. 

Na avaliação dos três governadores, a inclusão dos estados e municípios poderia ser feita durante a votação do texto da reforma no Senado ou por meio de uma proposta paralela de emenda à Constituição (PEC).
Fonte: Blog do Magno