ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Escola Pública Municipal funciona de forma improvisada e com problemas estruturais





Continuando a série de visitas nas diversas repartições publicas, o vereador Bruno Galvão (PT) compareceu na Municipal Professora Risoleta Cavalcanti, localizada no Loteamento Maria Cristina, recebeu nessa terça-feira (30/07) para verificar denúncias de populares envolvendo a unidade escolar. 

Acompanhado do bloco de vereadores da oposição, foi constatado que a “casa escola” funciona em uma residência improvisada com vários problemas estruturais e físicos.


O espaço conta com quatro salas de aulas para atender um público de 212 alunos matriculados, e mais duas salas destinadas à direção e coordenação, perfazendo um total de seis salas. O ambiente conta com uma sala pedagógica, dois banheiros (uma para os alunos e outro para os funcionários), uma cozinha e uma dispensa para armazenar os alimentos.  A escola funciona em dois turnos e atende ao público do ensino fundamental I.

“Os alunos necessitam de mais conforto e espaço para desenvolver o aprendizado. Eles não têm se quer um banheiro em condições dignas de uso. O prefeito precisa explicar ao povo de Belo Jardim onde o dinheiro do Fundo de Manutenção de Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) está sendo aplicado. Diante do que vimos, a Escola Professora Risoleta Cavalcanti ficará até quando funcionando sem nenhuma estrutura para atender as crianças e os professores que clamam por melhores condições de trabalho? Quando o problema será resolvido?”, ressalta Bruno.