ÚLTIMAS NOTÍCIAS

A pressão agora é sobre o ministro Paulo Guedes


Durante a votação da reforma da Previdência no plenário da Câmara, o PSL do presidente Jair Bolsonaro vai insistir na tentativa de flexibilizar as regras de aposentadoria para policiais e enquadrar as carreiras da Segurança Pública na aposentadoria especial. 

O partido do presidente pretende pressionar o ministro da Economia, Paulo Guedes, a admitir a mudança em favor da categoria. Com isso, acredita que pode superar resistências no Centrão. 

Para aprovar a reforma na comissão especial, os partidos do Centrão cobraram do PSL que substituísse no colegiado todos os deputados da bancada que votariam o destaque em favor dos policiais. Clique aqui e confira a matéria do jornalista Tales Faria na íntegra.
Fonte: Blog do Magno