CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

SE LIGA NO CLIP GOSPEL

TV BOA ESPERANÇA

Tecnologia do Blogger.

Mergulhadores encontram prédio da antiga Usina Hidrelétrica de Itaparica, submersa há 31 anos no rio São Francisco

Prédio da Usina Hidrelétrica de Itaparica na década de 80, em Petrolândia — Foto: Samyr Oliveira/Arquivo pessoal

Três mergulhadores encontraram o prédio da antiga Usina Hidrelétrica de Itaparica, que está submersa há 31 anos no rio São Francisco, em Petrolândia, no Sertão de Pernambuco. A usina, assim como toda a "Velha Petrolândia", foi inundada em 1988 para a construção da Usina Hidrelétrica Luiz Gonzaga. 

Os responsáveis por encontrar o prédio da antiga usina foram Samyr Oliveira e Fagner Barros, os mesmos mergulhadores que localizaram as ruínas da Igreja Matriz de São Francisco de Assis, que também está submersa. Desta vez eles contaram com a companhia do mergulhador Éder Campos. 

Por telefone, Samyr contou ao G1 que encontrar a Usina de Itaparica nas águas do Velho Chico causou nele e nos amigos uma "explosão de alegria". "Ficamos muito felizes, comemoramos embaixo da água. A sensação é de dever cumprido. Com essa descoberta, temos mais um ponto de mergulho para os turistas conhecerem [a velha] Petrolândia", disse.

O prédio que foi encontrado está a cerca de 30 metros de profundidade. Para descer até lá, Samyr precisou fazer um curso no Recife. Com a capacitação, ele agora pode descer até 40 metros. "Minha primeira meta depois do curso era justamente encontrar a usina", destacou.

Para encontrar as ruínas de Itaparica, Samyr, Fagner e Éder se planejaram com antecedência. Eles pegaram informações com os moradores mais antigos de Petrolândia para saberem onde a usina estava localizada antes da inundação.

Após a descoberta, Samyr revelou ao G1 que já tem um novo objetivo: "A próxima meta da gente é encontrar o cais da antiga cidade".
Fonte: G1 Caruaru