CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

SE LIGA NO CLIP GOSPEL

TV BOA ESPERANÇA

Tecnologia do Blogger.

Precisamos ser diretos quando falamos a respeito de Jesus, diz Gabriela Gomes


A cantora Gabriela Gomes está em ritmo de muito trabalho e também celebração pela boa repercussão que seu novo single "O Nome" está alcançando nas plataformas digitais. A nova música com participação de Luma Elpídio já ultrapassou 2,5 milhões de visualizações no Youtube e também no Instagram. 

"Quando se fala da pessoa de Jesus, é inevitável. Ele é irresistível em sua própria essência. Então a gente não precisa nem fazer muita força. As pessoas não resistem ao nome Dele", afirmou a cantora em entrevista exclusiva ao Guiame. 

"Eu fico muito feliz porque não é uma música que só fala de conforto, alegria regozijo, mas que também fala da simplicidade do Evangelho. Se trata de um relacionamento com Jesus, se trata do próprio Jesus governar a nossa vida", destacou. "É muito legal ver esse Evangelho genuíno, puro e simples sendo propagado. Então eu fico muito feliz".

Inspiração
Ao comentar a inspiração que teve para compor a música, Gabriela explicou que foi a pregação de um amigo que a levou a refletir sobre a importância de deixar o nome de Jesus acima de tudo, de forma clara.

"Eu vi uma pregação de um grande amigo meu, Tom Molinari, na qual ele falava sobre o nome de Jesus. Quando eu ouvi aquela mensagem, ela trouxe uma reflexão muito profunda para a minha vida, a ponto de eu falar: 'Cara, preciso falar de Jesus, ser mais direta naquilo que eu falo a respeito de Jesus", disse

"A gente fala: 'Ah, mas a gente canta músicas incríveis, lindas'. Realmente, a Bíblia é um livro com um conteúdo incrível para todo tipo de pessoa, para todo tipo de sentimento ou situação que a gente está vivendo. Mas apesar disso tudo, ela se resume a uma só palavra: Jesus. Apesar de tudo, a centralidade do Evangelho sempre foi e sempre será Jesus. Nunca será a minha dificuldade, a cura que eu preciso ou a luta que eu estou passando, mas é sobre a minha necessidade de um salvador", acrescentou.

Segundo ela, a reflexão foi tão prfunda e impactante que o momento de compor a música correu de forma suave.

"A partir daí veio a inspiração, eu peguei o violão, comecei a cantar e parece que ela veio pronta para mim", concluiu.
Fonte: Guiame