CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

SE LIGA NO CLIP GOSPEL

TV BOA ESPERANÇA

Tecnologia do Blogger.

Maioria dos cristãos não tem evangelismo como prática no cotidiano, diz pesquisa


A maioria dos protestantes estão orando por oportunidades de compartilhar sua fé, mas poucos tiveram uma conversa evangelística nos últimos seis meses, de acordo com uma pesquisa feita pela LifeWay Research. 

Mais da metade (55%) daqueles que frequentam a igreja pelo menos uma vez por mês não compartilharam com alguém como se tornar um cristão nos últimos seis meses. 

“Compartilhar as boas novas de Jesus é a missão da igreja, mas não parece ser a prioridade de seus frequentadores”, disse Scott McConnell, diretor executivo da LifeWay Research. 

A maioria dos fiéis (56%) diz que ora por oportunidades de contar aos outros sobre Jesus pelo menos uma vez por semana, sendo que cerca de 1 em cada 4 (23%) ora por tais momentos todos os dias. Outros 27% oram raramente ou nunca. 

A frequência à igreja também está relacionada com o evangelismo. Aqueles que frequentam o culto uma vez por semana (75%) são mais propensos a orar por oportunidades do que cristãos que vão à igreja com menos frequência (69%).

Oportunidades evangelísticas perdidas
Menos da metade dos fiéis afirmam ter compartilhado o Evangelho com alguém nos últimos seis meses (45%). Daqueles que falaram com alguém sobre o cristianismo, a maioria  conversou com uma ou duas pessoas (24%).
Pessoas com mais de 65 anos são as que menos tiveram conversas evangelísticas recentemente. “Cristãos jovens adultos e de meia-idade têm mais probabilidade de compartilhar com alguém como se tornar um cristão do que adultos”, disse McConnell.

No entanto, a maioria dos frequentadores de igreja (55%) convidou uma pessoa de fora para um culto ou programa da igreja nos últimos seis meses. Outros 45% não fizeram nenhum convite.

Esse tipo de convite também está vinculado à frequência na igreja. Pessoas que frequentam pelo menos quatro vezes por mês (58%) são mais propensas a convidar uma pessoa sem igreja para um culto do que aquelas que frequentam menos de quatro vezes por mês (47%).

“Jesus nunca prometeu que a Grande Comissão seria completada rapidamente, mas Ele estabeleceu a expectativa de que os esforços para alcançar todas as nações com o Evangelho devem ser contínuos. Muitos na igreja hoje parecem estar distraídos da ordem final de Jesus”, ponderou McConnell.
Fonte: Guiame