ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Bolsonaro tem pior aprovação entre presidentes eleitos no início de primeiro mandato desde 1990, mostra Ibope


Pesquisa do Ibope divulgada na manhã desta quarta-feira (24) mostra que o presidente Jair Bolsonaro tem a pior aprovação entre presidentes eleitos pelo povo em primeiro mandato desde a redemocratização. O governo Bolsonaro é considerado ótimo ou bom para 35% dos brasileiros e sua maneira de governar é aprovada por 51% dos entrevistados, enquanto 40% reprovam a forma de gestão do presidente. Confira os índices: 

Ótimo / bom: 35%
Regular: 31%
Ruim /péssimo: 27%
Não sabe / não respondeu: 7%

O levantamento ouviu 2 mil pessoas em 126 municípios do país entre os dias 12 e 15 de abril. A pesquisa foi feita em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI) pela primeira vez desde que Bolsonaro assumiu a Presidência da República. 

Maneira de governar
Aprovam: 51%
Reprovam: 40%
Não sabe / não respondeu: 9%

Confiança no presidente
Pouco mais da metade dos entrevistados (51%) afirma confiar no presidente, mesma parcela da população que diz aprovar a sua maneira de governar. Contudo, 45% das pessoas ouvidas pela pesquisa afirmaram não confiar em Bolsonaro. 4% não responderam. 

Nordeste tem a pior avaliação do presidente

Entre os residentes na região Nordeste, 25% avaliam o governo como ótimo ou bom, enquanto 40% o avaliam como ruim ou péssimo, ou seja, o saldo é negativo. Entre os nodestinos, 38% confiam no presidente e 58% não confiam. Quanto à maneira de governar do presidente, 38% aprovam e 55% desaprovam. 

A melhor avaliação do presidente Jair Bolsonaro se encontra no Sul, onde 44% avaliam o governo como ótimo ou bom. Para 60% dos sulistas, Bolsonaro é de confiança e 63% dos residentes no Sul aprovam a sua maneira de governar.


Comparação com outros presidentes
A taxa de popularidade do governo Bolsonaro é a menor quando comparada ao início de outros  presidentes em primeiro mandato presidencial desde 1990. O índice de Bolsonaro é inferior ao primeiro governo FHC (41%), ao de Fernando Collor (45%) e aos primeiros mandatos de Luiz Inácio Lula da Silva (51%) e Dilma Rousseff (56%). 


Áreas de atuação
Das nove áreas de atuação do governo, quatro apresentam taxas de aprovação superior à de reprovação. As mais bem avaliadas são segurança pública, aprovada por 57% dos entrevistados, seguida da educação (51%), do meio ambiente (48%) e combate à inflação (47%). As ações e políticas do atual governo com maiores taxas de reprovação foram taxa de juros (57%), impostos (56%), saúde (51%), combate ao desemprego (49%) e combate à fome e à pobreza (47%).

Popularidade é maior entre homens do que mulheres
Para 38% dos entrevistados do sexo masculino, o governo Jair Bolsonaro está sendo ótimo ou bom, percentual que cai para 32% entre as mulheres. Entre os homens, 58% confiam no presidente e 56% aprovam sua maneira de governar. No caso das mulheres, esses percentuais se reduzem para, respectivamente, 45% e 46%.

Quanto maior o nível de renda, maior a popularidade 
O percentual dos que avaliam o governo como ótimo ou bom sobe de 27%, entre os brasileiros com até um salário mínimo de renda familiar, para 45%, no grupo com renda familiar acima de cinco salários mínimos. A confiança no presidente também aumenta com o estrato de renda familiar: 45% dos entrevistados com renda familiar de até um salário mínimo confiam no presidente, percentual que aumenta para 59% entre aqueles com renda familiar de mais de cinco salários mínimos.

Perspectiva para o restante do mandato
Entre os entrevistados com renda familiar acima de cinco salários mínimos, 53% acreditam que o restante do governo será ótimo ou bom.

Comparação com o governo Michel Temer

Entre os residentes da região Sul, 60% avaliam que o governo Jair Bolsonaro está sendo melhor que o governo Michel Temer.

Fonte: Diário de Pernambuco