ÚLTIMAS NOTÍCIAS

'Mesmo com a mão doendo eu continuei firme e tendo fé', diz jovem que segurou cartaz por horas pedindo emprego em Caruaru, PE


Micael Silva de 18 anos mora no Residencial Alto do Moura, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, com a mãe e mais três irmãos. Há dois anos ele estava desempregado, o último trabalho foi como balconista. Sem saber mais o que fazer e onde procurar emprego, Micael decidiu fazer algo diferente: ele confeccionou um cartaz com papelão e cartolina pedindo ajuda para conseguir trabalhar.

"Fiquei impaciente, fiquei pensando como iria ajudar minha mãe, e como é que iria realizar meu sonho, porque desde o outro ano eu prometi a mim mesmo que iria realizar esse sonho", diz o jovem. Segundo Micael, foi preciso sair da zona de conforto para lutar pelo objetivo. 

"Vou sair hoje, vou sair da zona de conforto, porque a zona de conforto é a morte. Então a pessoa tem que correr atrás", fala.

Na quinta-feira (7), Micael ficou muitas horas parado segurando o cartaz na Avenida Agamenon Magalhães, com o pedido de emprego. "Mesmo com a mão doendo eu continuei firme e tendo fé, porque o que mantém vivo é a fé", expressa o jovem.

O esforço dele não ficou no silêncio, alguém tirou uma fotografia e logo o registro foi parar nas redes sociais. No mesmo dia, uma oferta de trabalho chegou para Micael. Ele foi convidado para trabalhar em uma pizzaria no bairro Maurício de Nassau, em Caruaru. A novidade trouxe ainda mais esperança para o jovem sonhador. "Eu percebi que têm três coisas na vida de um vencedor, coragem, encare sua realidade e vença suas limitações. Espero que esse final de ano seja bem feliz para mim e minha família", fala Micael.

A força do menino vai contra os últimos números divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de 1.596 contratações, contra 1,695 demissões em janeiro deste ano, saldo negativo de 99 postos de trabalho.
Fonte: G1 Caruaru