ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Em desfile com brilho e pompa, Galo da Madrugada toma conta de corpo, alma e coração de foliões



Quem vestiu a fantasia e foi até o Centro do Recife prestigiar o 42º desfile do Galo da Madrugada não se decepcionou. Com muito brilho e pompa, o gigante tomou conta de corpo, alma e coração dos foliões, neste Sábado de Zé Pereira (02/03).

Com o tema "Frevo Mulher", a agremiação contou com 30 trios elétricos. Os artistas balançaram a multidão, que desde cedo se apresentou com os mais variados cores e sorrisos.

Mesmo quem sempre prestigiou o clube de máscaras não conseguiu deixar a emoção de lado. É o caso da psicóloga Ana Nery Menezes, filha do fundador do Galo, Enéas Freire.

“A emoção e a felicidade de estar aqui se renovam a cada ano. Em 2019, viemos com uma temática tão importante, que é a necessidade de respeitar a existência da mulher. Eu espero que não se resuma apenas a essa homenagem”, afirmou.

Quando o assunto é música, os destaques do desfile deste sábado foram os duetos realizados na apoteose do Galo.

Elba Ramalho estava no primeiro trio elétrico e levou todos ao êxtase ao cantar várias músicas conhecidas. A paraibana e o fluminense Toni Garrido improvisaram um dueto e a multidão não parou mais.

Geraldinho Lins, Toni Garrido, Silvério Pessoa e Fabiana Karla cantam no Galo da Madrugada

O cantor do Rio de Janeiro também fez parcerias com os pernambucanos Geraldinho Lins, Silvério Pessoa, além da atriz Fabiana Karla, uma das homenageadas pelo Galo este ano. 

Outras apresentações marcantes foram as de Gaby Amarantos e Almir Rouche; Margareth Menezes e Nena Queiroga; Gerlane Lops e Isabella Taviani.

Elba Ramalho e Gaby Amarantos fazem dueto no desfile do Galo da Madrugada

A maioria dos duetos teve a presença de, pelo menos, uma mulher. Em outros, as cantoras dominaram a multidão, como na parceria entre Elba e Gaby. (Veja vídeo acima)

“É o melhor carnaval do Brasil! Eu amo estar em Pernambuco, é sempre uma honra”, afirmou a paraense Gaby Amarantos.

Gerlane Lops, homenageada do carnaval do Recife, agradeceu ao público. “É uma honra estar aqui e cantar no Galo, cantar na minha casa”, comentou.

Para Isabella Taviani, o show representou a estreia no Galo. “A qualidade musical daqui é incrível. Eu estou amando estar aqui pela primeira vez”, declarou a carioca.

Isabella e Gerlane ainda contaram com ajuda de Mariene de Castro para mostrar um pouco de MPB ao público. 

Gerlane Lops, Isabela Taviani e Mariene de Castro cantam MPB em forma de frevo no Galo.

Para Michelle Melo, que subiu num trio com Romero Ferro, além da homenagem às mulheres, o desfile foi ainda mais especial, por causa do espaço aberto para o brega.“Mais um ano de brega no Galo. É um ano de vitória”, disse.

Um dos duetos mais marcantes foi o que combinou o axé de Margareth Menezes e a musicalidade pernambucana de Nena Queiroga. Ao som dos principais sucessos da baiana, o público vibrou e saiu do chão.

Em todos os seis quilômetros de percurso do bloco, foi possível observar a alegria nos rostos das pessoas. Para os foliões não tinha mais dúvida: o carnaval de Pernambuco tinha começado, de verdade.
Fonte:G1