CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

SE LIGA NO CLIP GOSPEL

TV BOA ESPERANÇA

Leston Júnior não esconde frustração com pedido de torcida única para o clássico


A diretoria do Náutico confirmou, nesta terça-feira, que entrou com um pedido para que o Clássico das Emoções do próximo sábado, contra o Santa Cruz, no Estádio dos Aflitos, pela Copa do Nordeste, seja realizado com torcida única. A atitude não foi bem digerida pelo técnico tricolor, Leston Júnior. Ele disse que já conviveu com este tipo de requerimento quando estava no Botafogo-PB, no ano passado, e que não concorda com a solicitação.

"Já houve lá no Botafogo-PB. Eu não gosto, acho que não é um problema de Pernambuco, tem no Brasil todo. Eu vejo como a falência do Estado. Quando você limita a entrada da uma torcida, é declarar que não tem condição de dar segurança e isso é ruim porque gera insegurança como cidadão. Não é nem como técnico ou jogador. Isso é ruim."

A decisão alvirrubra tem como objetivo garantir a tranquilidade nos arredores dos Aflitos no dia do jogo, ao contrário do que aconteceu, por exemplo, na estreia do time na temporada. Na ocasião, no dia 15 de janeiro, houve confrontos entre torcedores de organizadas de Náutico e Fortaleza nas ruas próximas ao estádio, momentos antes da partida pela Copa do Nordeste.

- No futebol, sempre se fez paixão por rivalidade, torcidas divididas. Há um processo de transformação. Antes era meio a meio, ficou 90% a 10% e daqui a pouco vamos ficar sem torcida. Precisa haver uma conscientização sobre a violência, mas não é só no futebol. Até em show, em qualquer evento. Eu lamento se vier a acontecer (proibição) porque uma das coisas boas do clássico é o enfrentamento de cânticos. Uma canta ali, outra canta aqui, uma vibra, outra lamenta - finalizou Leston.
Fonte: GE