ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Espinha dorsal da reforma tem de ficar, diz secretário


Da IstoÉ - Por Conteúdo Estadão
Um dos articuladores da reforma da Previdência, o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, afirma que o governo vai partir para a discussão no Congresso com o espírito de “manter a espinha dorsal” da proposta. 

Ele garante que o texto é duro com os privilegiados e alerta para a população não cair em “fake news” (notícias falsas) disparadas por corporações que querem manter benesses e salários altos. “Ter pessoas dentro do poder público que, por alguma questão judicial, estão ganhando acima de R$ 39 mil é fazer escárnio com quem ganha o salário mínimo”, diz, sobre as críticas de servidores à contribuição previdenciária de até 22%. 
 

Confira a íntegra os principais trechos da entrevista clicando aqui: 'Espinha dorsal da reforma tem de ficar', diz Marinho