ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Em nota oficial, Sport diz que Juninho pagará cestas básicas por agredir repórter


A diretoria do Sport, em nota oficial, se pronunciou no início da noite desta segunda-feira, sobre a confusão envolvendo o atacante Juninho e o repórter Victor Pereira, da Rádio CBN/Recife. Após a derrota do Leão por 1 a 0, no clássico do último domingo, para o Santa Cruz, o radialista afirmou ter sido agredido pelo jogador com um tapa e xingamentos. Por meio de suas redes sociais, o rubro-negro negou as agressões. De toda forma, a direção leonina resolveu punir o avançado, que terá que doar vinte cestas básicas.

As cestas serão entregues a uma entidade escolhida pelo repórter, que esteve na tarde desta segunda-feira na sede do Sport, ao lado do presidente da Associação de Cronistas Desportivos de Pernambuco (ACDP-PE), André Luiz Cabral. Ambos foram recebidos pelo diretor de futebol Nelo Campos e pelo vice-presidente de comunicação do clube, Jurandyr Gayoso.

Vale ressaltar que Juninho ainda responde na Justiça uma acusação de ter agredido e ameaçado uma ex-namorada em 2017. Caso pelo qual chegou a ser detido. Depois disso, o Sport tentou emprestar o jogador a vários clubes, como Vasco, Cruzeiro, Corinthians e Ceará, mas sem sucesso. O principal argumento era justamente o comportamento e o histórico do jogador no extracampo. 

Confira a nota oficial do Sport
O Sport Club do Recife vem através desta informar que, em relação ao acontecido entre o atleta do Clube, Edmar Ribeiro da Costa Júnior (Juninho) e o repórter da rádio CBN Recife, Victor Pereira, no último domingo (17), no estádio do Arruda, foram recebidos pelo Vice-presidente de Comunicação do Sport, Jurandyr Gayoso, e o Diretor de Futebol Nelo Campos, na Sede Social do Sport, na tarde desta segunda-feira (18): o próprio repórter e o presidente da Associação de Cronistas Desportivos de Pernambuco (ACDP-PE), André Luiz Cabral, e, em comum acordo, chegamos a um desfecho equânime para ambas as partes.

Desde já, o Sport Club do Recife esclarece que abomina todo e qualquer ato de violência, e acredita que o esporte é um espaço para inclusão e congraçamento. Diante disso, e em decisão conjunta, informamos que o atleta irá doar 20 cestas básicas para instituição escolhida pelo próprio repórter.

Elucidamos que o ocorrido em momento algum acarreta um entrevero entre os envolvidos. E, tanto o atleta quanto o repórter, irão prosseguir com suas atividades de forma normal e transparente, como é de praxe acontecer dentro das dependências do Sport Club do Recife ou qualquer lugar em que o Clube esteja representado.

Certo de que o acordo é uma forma imparcial e justa de resolver tais questões, damos por encerrado o acontecido. Fonte: Diário de Pernambuco