CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

SE LIGA NO CLIP GOSPEL

TV BOA ESPERANÇA

Tecnologia do Blogger.

Em entrevista, Paulo Câmara fala sobre dados do Pacto Pela Vida e a saúde pública no interior de PE


O governador de Pernambuco Paulo Câmara (PSB) cumpriu agenda em Caruaru, no Agreste, nesta terça-feira (15). Ele chegou ao município por volta das 9h30 e falou sobre o balanço dos resultados do Pacto Pela Vida da Escola Técnica Estadual (ETE) Ministro Fernando Lyra.

Em seguida, o governador concedeu entrevista ao AB1 e falou sobre dados divulgados nesta terça pela Secretaria de Defesa Social (SDS) com relação aos homicídios registrados em 2018 no estado. De acordo com a SDS, foram 4.166 vítimas de homicídios ao longo do ano passado. O número representa uma redução de 23,2% em comparação com o ano de 2017, quando foram computados 5.427 crimes violentos letais intencionais (CVLIs).
Além da questão de homicídios, Paulo Câmara também conversou sobre a construção do Complexo da Polícia Civil, a saúde pública no interior e o funcionamento do aeroporto de Caruaru.

Segurança pública
TV Asa Branca: O Biesp completou um ano de funcionamento em Caruaru. Quais são os resultados que o governo percebe após a chegada deste batalhão especializado, que não atende apenas ao município de Caruaru?
Paulo Câmara: Bom, hoje um dos motivos da minha vinda para Caruaru foi justamente ver os números do Agreste junto com todas as equipes cooperativas daqui. O ano de 2018 foi muito positivo, essa foi a região que mais reduziu a violência em todo estado de Pernambuco, 31% no número de homicídios e 27% no número de crimes contra o patrimônio, os assaltos, furtos e roubos. E Caruaru também teve um destaque muito grande, que foi a redução do número de homicídios em 35%, uma das maiores do Estado, e a redução de assaltos, roubos e furtos de 42%. O que mostra que desde a chegada do BIESP, com todo aquele investimento que nós fizemos, a criação de novas cooperativas também na Polícia Civil, os resultados são muito satisfatórios, mesmo sabendo que a gente tem muito o que fazer, mas é uma construção que em 2018 foi muito positiva, e a gente tem muito expectativa que em 2019 possa ser um ano ainda melhor e quem sabe o melhor do Pacto pela Vida.

TV Asa Branca: Agora a gente leva o foco para os assaltos a banco. O que está sendo feito para coibir essas ações, principalmente no interior?
Paulo Câmara: No ano de 2018 nós tivemos também condições de diminuir o número de ocorrências em caixas eletrônicos e agências bancárias em todo Pernambuco. Tivemos a menor taxa de ocorrência desde 2010, o que mostra também que os Serviços de Inteligência estão conseguindo evitar maiores prejuízos às cidades. Agora isso Almir a gente tem que discutir com os estados vizinhos, essas quadrilhas atuam em vários estados, e também uma discussão nacional, porque o que a gente vê nessas operação de assalto a banco é muita quadrilha especializada, muita arma que entra clandestinamente no país, e que tem feito mal para as cidades e que o prejuízo também é para população e o comércio. Então é a intensificação disso, quando nós criamos o BIESP, foi também para ter uma unidade mais próxima das cidades e para dar uma resposta mais rápida, e ao mesmo tempo Serviços de Inteligência que possam antecipar, muitas quadrilhas conseguimos evitar a chegada delas nas cidades a partir desse trabalho de Inteligência.

Complexo da Polícia Civil
TV Asa Branca: As obras do complexo foram iniciadas em 2011 e paralisadas em 2013. Até o momento foram gastos na construção do Centro de Polícia quase R$ 6 milhões. O projeto, orçado em R$ 4,7 milhões deveria ter sido aplicado em 300 dias. Em 2018, a TV havia recebido a informação da Secretaria de Defesa Social (SDS) que o complexo seria entregue em dezembro, no fim do ano passado, mas até agora isso não aconteceu. No mesmo espaço deverá funcionar o Instituto de Criminalística e o Instituto Médico Legal. Existe algum novo prazo para que essa obra tão importante seja concluída?
Paulo Câmara: O complexo ele foi entregue parcialmente no dia da cooperativa. O que está faltando é um novo IML, e nós também já relicitamos, que a empresa que tinha ganho não conseguiu concluir o serviço, o serviço está sendo relicitado para ser recomeçado em 2019. Por isso que nós também ampliamos os serviços dentro do IML de Caruaru e dentro da obra da Polícia Civil justamente para garantir que os municípios que são atendidos aqui na região tenham condição de serem utilizados nessa estrutura hoje existente. Então acredito que agora em 2019 a gente vai conseguir terminar o que está faltando, que é o IML.

Saúde
TV Asa Branca: Caruaru conta com duas unidades de saúde que são muito importantes: o Hospital Mestre Vitalino e o Hospital São Sebastião, reaberto recentemente. Porém a redação da TV ainda recebe muitas queixas em relação ao Hospital Regional do Agreste. Nesse seu segundo mandato, quais são as ações previstas para um melhor funcionamento do HRA? Existe a possibilidade da unidade passara ser gerida por uma Organização Social?
Paulo Câmara: Isso é uma questão que envolve o aumento da procura pelo serviço público de saúde, não apenas aqui em Crauaru, mas em todo estado. Por isso que a gente também está priorizando a contrução de outras unidades, como o Hospital Regional em Serra Talhada, no Sertão, justamente para que as pessoas do Sertão não precisem vir para as unidades do Agreste daqui de Caruaru e até da região Metropolitana. Tivemos a condição, o ano passado, de reabrir o Hospital São Sebastião com 60 leitos, então esses leitos já servem de retaguarda para o Hospital Regional do Agreste, então isso melhorou um pouco a superlotação do hospital, e estamos concluindo uma aquisição agora de um tomógrafo, para garantir a velocidade dos exames de imagem, que é necessário para a questão do trauma de acidentes de moto, de carro. Então a chegada desse tomógrafo a gente tem condições de dar aceleridade e ver juntos aos municípios o que é possível também em parcerias para que as pessoas não precisem vir ao Hospital Regional, têm que ter as unidades de saúde nos municípios, para que a população tenha um centro de saúde na cidade e não precise sair para outro lugar, as vezes é até de baixa complexidade, e ir somente para o Hospital Reginal em casos de alta complexidade.

TV Asa Branca: No AB1 nós também já mostramos, inclusive recentemente, casos de falta de medicamentos na unidade da Farmácia de Pernambuco aqui de Caruaru. O que o senhor pretende fazer para que as pessoas que precisam desses remédios cheguem na farmácia e tenham o medicamento disponível?
Paulo Câmara: Isso também é uma questão que a gente tem tido uma preocupação muito grande, e em 2019, o novo secretário, inclusive nós já conversamos sobre a compra dos medicamentos para 2019. Nós tínhamos há dez anos apenas oito mil pessoas que precisavam desses medicamentos especiais. Hoje são 54 mil, o que mostra que a procura aumentou muito.Nós saímos da unidade que só tinha no Recife, e hoje temos oito unidades em todo interior, justamente para diminuir a dificuldade da distância que essas pessoas tinham que percorrer. Então esse é o planejamento de 2019 que a gente tá, diante de um aumento muito grande da procura de medicamentos que a gente quer conduzir 2019 para que haja fluxo permanente e não haja falta. Já garantimos um aumento que a gente acredita que vai alcançar cerca de 60 mil pessoas em 2019.

Transposição do rio São Francisco
TV Asa Branca: Vários municípios continuam enfrentando um racionamento rigoroso de água. Então, como está o processo de transposição das águas do rio São Francisco, aqui para o interior do estado, para ajudar a minimizar esse sufoco que milhares de famílias estão enfrentando?
Paulo Câmara: Em 2019 nós vamos ter a condição da água do Rio São Francisco chegar até as cidades de todo Agreste até São Caetano. Isso já é uma etapa importante, porque vai desobrigar a Barragem do Prata, que abastece muitas dessas cidades, de ser exclusiva para Caruaru e municípios vizinhos. Então concluindo uma obra, trazendo água de Serro Azul, lá em Palmares até Caruaru, isso vai dar um reforço importante a Pirangi, que já abastece a Barragem do Prata, e estamos trazendo água da transposição da Paraíba, através de uma adutora que estamos fazendo no Alto do Capibaribe que vai resolver definitivamente o problema de Santa Cruz do Capibaribe e municípios vizinhos. Então são trÊs obras que em 2019 vão estar concluídas e que vão dar uma sustentação hídrica e no abastecimento de água nas cidaees muito melhor e no melhor momento, apesar da seca, e esperar também que Jucazinho tenha água para ser ainda melhor o abastecimento.

Aeroporto de Caruaru
TV Asa Branca: O Aeroporto Oscar Laranjeira está interditado desde o início de setembro. São muitos problemas estruturais, que refletem em prejuízos para a região, principalmente em relação ao polo têxtil. O que é que será feito pra resolver essa situação?
Paulo Câmara: A gente tá com medidas emergenciais justamente para ultrapassar essas barreiras que foram colocadas para o não funcionamento dele, que é a recuperação do muro que está sendo feito junto com os serviços de vigilância que nós garantimos para o final de janeiro desse ano. E vamos entrar também com um plano de restruturação e modernização do aeroporto com obras que já estão garantidas em 2019, para que a gente tenha a garantia de nesse ano a gente ter uma roupagem nova um funcionamento, e a gente garantir a Pernambuco ter quatro aeroportos que possam fazer a integração, temos Recife, Petrolina e Serra Talhada, que foi inaugurado o ano passado, e garantir a revitalização em Caruaru para que haja um desenvolvimento econômico.
Fonte: G1 Caruaru