ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Bolsonaro: Espero que governo da Venezuela mude rapidamente


Do G1
O presidente Jair Bolsonaro afirmou, hoje, ao desembarcar em Davos, na Suíça, que espera que mude "rapidamente" o governo da Venezuela, comandado pelo presidente Nicolás Maduro. 

Nesta segunda, o Tribunal Supremo de Justiça venezuelano declarou "nulos" todos os atos aprovados pela Assembleia Nacional desde 5 de janeiro. O parlamento da Venezuela é controlado pela oposição a Maduro.

A decisão da Câmara Constitucional da mais alta corte da Venezuela afirma que todos os atos que foram emitidos nos últimos dias pelo Legislativo do país sul-americano são "nulos". Isso inclui a posse do opositor Juan Guaidó como presidente do parlamento venezuelano.

Na semana passada, a Assembleia Nacional declarou Maduro – que foi empossado neste mês para um segundo mandato de cinco anos – "usurpador" do cargo de presidente. Parte da comunidade internacional não reconheceu o novo mandato do chefe de Estado venezuelano, entre esses países está o Brasil.

A decisão do parlamento venezuelano, de acordo com a agência Efe, significaria que os atos do novo mandato de Maduro seriam anulados. Além disso, abriria a possibilidade para que funcionários, policiais e integrantes das Forças Armadas tenham respaldo legal para desobedecer o regime bolivariano.

Bolsonaro deu uma entrevista coletiva ao chegar no hotel onde ficará hospedado na cidade suíça. Ele viajou ao país europeu para participar do Fórum Mundial Econômico, que se inicia amanhã. É a primeira viagem ao exterior do novo presidente brasileiro.

"Estou sabendo que a Venezuela está com problemas não é de hoje. E nós esperamos que rapidamente mude o governo da Venezuela", disse Bolsonaro