CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

SE LIGA NO CLIP GOSPEL

TV BOA ESPERANÇA

Tecnologia do Blogger.

Delegacia de Sanharó e pelo menos outras 13 estão com aluguéis atrasados



A situação da Delegacia de São José do Egito, no Sertão, que terá que trocar de endereço porque o Governo de Pernambuco atrasou os pagamentos do aluguel do imóvel, não é um caso isolado. Um levantamento preliminar aponta que pelo menos 14 delegacias estão em situação semelhante no Estado. Alguns casos já foram parar na Justiça.

Em Paulista, na Região Metropolitana do Recife, há um complexo policial que abriga quatro delegacias. Os donos pediram o espaço de volta por falta de pagamento do aluguel. Em Moreno, há um ano o proprietário verifica a conta bancária, mas não encontra nenhum valor pago pelo Governo do Estado.

Em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste, especula-se que a dívida de aluguel já chegou a R$ 120 mil. No município de Solidão, no Sertão, o proprietário do prédio também já entrou na Justiça pedindo o despejo.

As outras cidades que vivem o mesmo drama são: Tabira, Carnaíba, Parnamirim, Petrolina (DP da Mulher), Mirandiba, Sanharó, Ferreiros, Buíque e Salgadinho.

Em nota, a Polícia Civil de Pernambuco disse que “todos os esforços estão sendo feitos no sentido de quitar essas dívidas. Há previsão para que os valores sejam pagos até o início de 2019”.

A Polícia Civil afirmou ainda que “vem adotando uma política de devolver imóveis alugados por locais próprios. Em 2018, 17 delegacias foram transferidas para imóveis que pertencem ao Estado ou adquiridos por meio de parcerias”.

Desde a manhã da quarta-feira (12) o Ronda JC solicita à Polícia Civil a lista dessas delegacias que teriam sido transferidas, mas nenhuma resposta foi dada até a manhã desta sexta-feira (14).