CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

SE LIGA NO CLIP GOSPEL

TV BOA ESPERANÇA

Willian Arão marca de cabeça, e Flamengo, com um a menos, bate o Sport na Ilha do Retiro: 1 a 0



ARÃO DECIDE
No sufoco, com um a menos e gol de cabeça de Willian Arão, o Flamengo venceu o Sport, na Ilha do Retiro - 1 a 0 - e voltou à segunda colocação do Brasileiro. O Leão, que jogou com um a mais desde os 15 minutos do segundo tempo, perdeu também a chance de se distanciar da zona de rebaixamento. Com 38 pontos, está a apenas um do 17º colocado, a Chapecoense, que enfrenta o Grêmio, às 19h.

PANORAMA
Os pernambucanos enfrentam a Chapecoense, em Chapecó, na próxima quinta-feira (21h), em duelo direto para se afastar da zona de rebaixamento. Até o fim do Brasileiro, o Sport enfrenta o São Paulo, no Morumbi, e o Santos na Ilha do Retiro.

O Rubro-Negro carioca recebe o Grêmio, às 21h45, na quarta-feira, no Maracanã. Fecha o Brasileiro contra o Cruzeiro, em Belo Horizonte, e diante do Atlético-PR, no Rio de Janeiro.

PRIMEIRO TEMPO
Pressionado com 39 pontos, a três da zona de rebaixamento, o Sport dominou a primeira etapa contra o Flamengo, que normalmente tem maior posse de bola, mas saiu para o intervalo com 40% contra os 60% dos pernambucanos. Com Mateus em cima de Léo Duarte, improvisado como lateral-direito por Dorival, que não tinha Pará e Rodinei, suspensos, o time de Milton Mendes conseguiu a melhor chance em cobrança de falta de Michel Bastos, com boa defesa de César.

As chances do Flamengo saíam pelo lado esquerdo de ataque. Renê e Vitinho se entendiam bem e criavam boas oportunidades. A melhor delas foi a triangulação com Paquetá, que o lateral-esquerdo colocou na canhota de Vitinho. O chute saiu fraco. Em seguida, o trio repetiu lance de perigo, com boa defesa de Maílson.

SEGUNDO TEMPO
A expulsão de Lucas Paquetá - fez duas faltas no intervalo de seis minutos - aos 15 minutos fez a segunda etapa repetir o padrão do primeiro tempo com o Sport em cima do Flamengo, mas sem conseguir grandes chances. Dorival colocou Berrío e Éverton Ribeiro nos lugares de Dourado e Geuvânio. Milton escolheu Fellipe Bastos e Marlone para substituírem Marcão Silva e Hernane.

No contra-ataque, Éverton Ribeiro e Berrío tabelaram. No cruzamento, o colombiano acertou a trave. A resposta do Sport veio em chutaço de Fellipe Bastos, com boa defesa de César. O gol do Rubro-Negro carioca saiu em cobrança de escanteio de Vitinho. Willian Arão se antecipou a Maílson, que saiu mal, e fez o gol do alívio flamenguista. Os pernambucanos partiram para cima de vez, pediram pênalti em Matheus Peixoto de César, mas não ameaçaram a vitória dos cariocas.

MICHEL BASTOS
Embora não tenha mesma força física de outros tempos, o meia-esquerda de 35 anos bateu com muito perigo a falta sofrida por ele mesmo na frente da área. Insistiu em jogadas individuais e foi o principal responsável pela criação do time da casa. Forçou um dos cartões amarelos de Lucas Paquetá.

VITINHO
Ao lado de Renê, fez as melhores jogadas do Flamengo pelo lado esquerdo, mostrando bom entrosamento com o lateral-esquerdo. Finalizou quatro vezes e cruzou a bola do gol de Willian Arão.
Fonte:GE