CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

SE LIGA NO CLIP GOSPEL

TV BOA ESPERANÇA

Petrobras eleva em 2,2% preço da gasolina na refinaria, 1ª alta desde setembro


A Petrobras anunciou nesta sexta-feira (30) um aumento de 2,2% no preço médio da gasolina vendida em suas refinarias, para R$ 1,5339 por litro, a partir de sábado (1º), na primeira alta realizada pela estatal para o combustível desde meados de setembro.

O aumento na cotação da gasolina ocorre em meio a uma alta do dólar frente ao real de 3,58% em novembro, que encarece importações. Os ganhos da moeda ocorreram após dois meses consecutivos de retração.  

A política de preços da Petrobras leva em consideração o câmbio e também os preços do petróleo no mercado internacional, além de outros fatores.

O petróleo Brent, por sua vez, registrou forte queda, com a oferta global superando a demanda. 

A gasolina da Petrobras acumulou recuo de quase 20% no mês, sendo vendida nas refinarias na maior parte da semana a R$ 1,5007 por litro, menor nível desde 17 de fevereiro. O repasse dos reajustes ao consumidores, no entanto, não tem ocorrido na mesma proporção. 

Em novembro, os preços da gasolina nos postos recuaram apenas cerca de 4%, segundo dados da ANP divulgados nesta sexta-feira. O valor médio nos postos do Brasil caiu cerca de 1% na semana.

Na terça-feira, a ANP apontou que os repasses de cortes nos preços da gasolina das distribuidoras aos consumidores têm ficado inferiores às reduções implementadas pela Petrobras em suas refinarias e cobrou explicações. 

O preço final depende de distribuidores, revendedores, impostos, além da mistura obrigatória de etanol anidro na composição da gasolina vendida nos postos.
Fonte: G1