CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

SE LIGA NO CLIP GOSPEL

TV BOA ESPERANÇA

Pernambuco registra 320 homicídios em setembro e ultrapassa 3 mil crimes em 2018


Pernambuco registrou 3.232 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), entre janeiro e setembro de 2018, segundo dados divulgados, nesta segunda-feira (15), pela Secretaria de Defesa Social (SDS). De acordo com o órgão, o número representa uma redução de 22% em comparação com o mesmo período de 2017, quando foram notificados 4.143 crimes deste tipo.

A redução de 22% também se repete quando são analisados os números de homicídios a cada mês. Em setembro de 2018, foram contabilizados 320 CVLIs, enquanto que, no mesmo mês do ano anterior, houve 411 casos. 

Em relação às estatísticas de setembro, os CVLIs do Recife também tiveram uma diminuição, se comparados ao mesmo período do ano passado. De acordo com a SDS, foram 47 casos no nono mês de 2018. Em 2017, houve registro de 71 casos. 

O tráfico de drogas, os acertos de contas e outras atividades criminais foram apontados como as motivações para 72,5% dos crimes violentos registrados pela SDS em setembro.  

Segundo a SDS, 91 municípios do estado não registraram homicídios ao longo de setembro de 2018. Desse total, 12 cidades não registraram nenhuma morte violenta ao longo do ano. 


Mulher
Já a respeito dos casos de violência contra a mulher, setembro de 2018 teve cinco casos registrados de feminicídio. No mesmo mês de 2017, foram seis ocorrências do tipo. 

Houve, também, diminuição nas estatísticas de estupro, com 180 casos registrados em setembro de 2018 e 217 notificados em 2017. 

A SDS notificou aumento no número de denúncias contra agressores. Em setembro de 2018, foram feitos 3.213 boletins de ocorrência de vítimas de violência. 

No mesmo período de 2017, houve 2.747 registros do tipo, o que representa um crescimento de 16% nas denúncias contra esse tipo de crime.
Fonte: G1 PE