CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

SE LIGA NO CLIP GOSPEL

TV BOA ESPERANÇA

Youtuber a desigrejados: “Seja a igreja que você espera que os outros sejam”


Num vídeo pulicado no Youtube, a escritora Emanuelle Sales fala sobre as pessoas que deixam de frequentar a igreja por vários motivos, entre eles as decepções humanas e frustrações. 

Não faz muito tempo que os cristãos viram um verdadeiro “êxodo denominacional”, isto é, pessoas migrando para outras denominações em busca de um “cristianismo diferente”. 

Agora, porém, alguns estão partindo das igrejas para serem independentes. Isso deu origem ao atual fenômeno dos “desigrejados”. 

“Eu acho que um dos momentos que eu mais me senti fraca espiritualmente e mais desanimada […] foi no momento que eu olhei para as pessoas e vi quantas falhas elas tinham”, lembra Emanuelle. 

“As pessoas deveriam refletir Jesus, mas não refletem”
“Quantas delas tem comportamentos totalmente inapropriados, quantas pregam o amor, mas não amam. Isso é realmente frustrante, é decepcionante”, disse. 

Ela também conta que já conversou com uma pessoa que saiu da igreja porque quando mais precisava de ajuda “os irmãos viraram a cara pra ele”. 

Segundo a youtuber somente o Espírito Santo pode convencer uma pessoa a agir como Jesus. “Por isso que nós vimos muitos títulos e pouca essência”, explica. 

Ela defende que é necessário ter relacionamento com as pessoas e congregar com elas. “Mas nunca vão ser as pessoas que vão transformar a sua alma”, alerta. 

Não olhe para as pessoas
“É por isso que a gente vê milhões de católicos perdidos, milhões de batistas perdidos, milhões de adventistas do sétimo dia perdidos, porque olham para as pessoas e não pra Cristo”, exemplifica. 

Por outro lado, ela defende que há milhões de católicos, batistas, adventistas, entre outros cristãos denominacionais salvos. “Eles usam Jesus como seu modelo. Esses são a minoria”, disse. 

Emanuelle ainda afirma: “Não espere ver a maioria cumprindo a vontade de Deus porque isso não vai acontecer”. 

Mudança de perspectiva
“De repente eu percebi que existe também coisa boa, tanta gente boa e tanta missão sendo cumprida aqui que, se a gente focar apenas nos problemas, a gente vai perder de se encantar com a grandiosidade da obra de Deus sendo feita aqui na terra”, pondera. 

A escritora descobriu nas “pequenas missões” a beleza e o brilho do verdadeiro cristianismo, por mais simples que seja a ação. Ela citou desde aqueles que entregam marmita aos moradores de rua até os que visitam pacientes no hospital do câncer. 

“Pessoas decepcionantes sempre vão existir, mas se a gente focar naquilo que é bom, agradável e motivador, quanta coisa pode mudar na nossa experiência espiritual”, assegura. “A igreja não é aquela que a gente vai, a igreja é aquela que a gente é”, conclui.
Fonte: Gospel Prime