CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

SE LIGA NO CLIP GOSPEL

TV BOA ESPERANÇA

Boatos e teorias da conspiração sobre atentado a Bolsonaro se espalham


Teorias conspiratórias, notícias falsas e boatos circulam nas redes sociais desde o atentado que o deputado Jair Bolsonaro (PSL) sofreu na quinta-feira (6). 

“A faca saiu sem sangue, a camiseta dele não manchou, na foto no hospital, os médicos estavam sem luvas… Pra mim foi facada de marketing”, diz uma mensagem encaminhada pelo WhatsApp. “Sem sangue e cara de dor fingida. Reparem que há uma pessoa com distintivo da PF”, diz uma publicação compartilhada no Facebook. 

Segundo levantamento da FGV-DAPP (Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getúlio Vargas), a maioria das mensagens postadas no Twitter vieram de perfis céticos (40,5% do total).

Pessoas que, apesar das informações vinculadas pela imprensa, pelos boletins médicos e por órgãos oficiais, tendem a desconfiar do que aconteceu e acreditam que o ocorrido é uma armação para criminalizar a esquerda. 

De acordo com a metodologia da FGV, cerca de 8,7% dos usuários do campo da esquerda criticaram quem estava duvidando da situação e 7% dos perfis de direita compartilharam a crítica. 

Segundo a FGV, o atentado contra Bolsonaro é o acontecimento com maior repercussão imediata na rede social desde as eleições de 2014. 

Um dos tuítes mais replicados foi o do pastor Silas Malafaia. Ele disse que “o criminoso que tentou matar Bolsonaro é militante do PT e assessora a campanha de Dilma ao senado em Minas.” 

Adelio Bispo de Oliveira nunca foi do PT. Ele foi filiado ao PSOL entre 2007 e 2014.O líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo disse à Folha que se equivocou ao dizer que Adelio Bispo de Oliveira é funcionário da ex-presidente Dilma. Até a conclusão desta reportagem, Malafaia não havia removido o tuíte. 

O líder religioso afirmou que o autor do crime é militante de esquerda pelo que viu em fotos na internet.”Esses esquerdopatas são os reis da dissimulação e do cinismo, eles mesmos que infiltram notícias falsas”, declarou. 

Desde quinta, uma foto em que Adelio aparece em manifestação com Lula circula na internet. Ela é falsa. Segundo checagem da Agência Lupa, foi manipulada a partir de imagem retirada do site do PT. Com informações da Folhapress.