CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

SE LIGA NO CLIP GOSPEL

TV BOA ESPERANÇA

Duas mulheres são presas por associação ao tráfico de drogas em cidades do Agreste


Uma mulher de 26 anos foi presa dentro de um veículo de transporte alternativo ao ser flagrada carregando mais de 01 kg de crack dentro de uma mochila, em Venturosa, no Agreste pernambucano. A prisão ocorreu na tarde de quarta-feira (15).

Após denúncias, a PM efetuou um cerco a uma lotação que seguia de Venturosa a Garanhuns pela BR-424. Ao realizar a revista em todos os passageiros, os policiais encontraram na bolsa da imputada um tablete de crack pesando 1,043 kg.

Questionada sobre a procedência e o destino da droga, ela confessou que a comprou de um homem em um “Siena Prata” pelo valor de R$ 10 mil (dez mil reais) e a entregaria na “Barreira do Inferno”, em Garanhuns, a um traficante conhecido como “Jeferson”. Ela então recebeu voz de prisão e foi conduzida à delegacia de Arcoverde.

A mulher foi autuada em flagrante delito por associação ao tráfico de drogas e, agora presa, vai aguardar a realização de uma audiência de custódia.

TRAFICANTE EM SANHARÓ
No mesmo dia, em Sanharó, no Agreste do estado, uma jovem de 18 anos também foi presa por associação ao tráfico de drogas. A prisão ocorreu por volta das 22h, no bairro Padre Noval.

O efetivo da 8º CIPM (Companhia Independente de Polícia Militar) foi informado que havia o funcionamento ilegal de uma “boca de fumo” no bairro e saiu em diligência para averiguar a ocorrência. Chegando lá, prenderam em flagrante a jovem, que confessou ser traficante e ter mais drogas escondidas em sua residência.

Dentro da casa foram encontradas 29 pedras de crack, anexadas ao inquérito instaurado na delegacia de Belo Jardim, para onde foi levada a imputada. Após oitiva com o delegado, ela foi autuada em flagrante delito e ficou à disposição da Justiça até a realização de uma audiência de custódia.
Fonte: Portal Nova Mais