ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Bolsonaro chama Lula de vagabundo, malandro e bandido


Do G1
O candidato do PSL ao Palácio do Planalto, Jair Bolsonaro, fez, na manhã de hoje, uma carreata e uma caminhada pelas ruas de São José do Rio Preto em seu terceiro dia de campanha pelo interior de São Paulo. Ao chegar à cidade, ele fez um discurso em carro de som, no qual chamou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva – candidato do PT à Presidência – de "vagabundo", "malandro" e "bandido". 

Na fala aos apoiadores de sua campanha, Bolsonaro criticou institutos de pesquisa e veículos de imprensa pelo fato de Lula, que está preso em Curitiba desde abril, estar sendo incluído nos levantamentos de intenção de voto como postulante à Presidência. Na avaliação do candidato do PSL, a inclusão de Lula nas pesquisas é uma "vergonha". 

"Um presidiário ocupando espaço em rádios, jornais e televisões como possível candidato. Vagabundo tem que estar preso e não concorrendo à eleição presidencial. Isso é uma vergonha. Instituto de pesquisa botando nome desse malandro, desse bandido, desse presidiário e mentindo no tocante às urnas", declarou Bolsonaro em São José do Rio Preto. 

"Eu não acredito em pesquisa de institutos. A nossa pesquisa está aqui no meio de vocês, é essa forma como vocês nos tratam é que realmente sinaliza quem deverá estar na frente das eleições que se aproxima agora no dia 7 de outubro", complementou. 

A candidatura de Lula foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e é alvo de 16 contestações. Até o julgamento delas, a candidatura continua válida. Segundo resolução do TSE, publicada em dezembro de 2017, as pesquisas devem apresentar aos entrevistados os nomes de todos os candidatos registrados. 

Nas últimas pesquisas do Ibope e do Datafolha, Bolsonaro aparece, nos cenários com Lula, na segunda posição. O ex-presidente lidera a corrida presidencial, segundo os dois institutos de pesquisa. Já nos cenários em que Lula não é incluído como candidato a presidente, Bolsonaro aparece na liderança. 

Em outro trecho do discurso no município do interior de São Paulo, Jair Bolsonaro voltou a criticar a ideologia de gênero e afirmou, mais uma vez, que, se eleito, vai usar a força para repelir invasões de propriedades privadas por movimentos sociais. 

Bolsonaro chegou a São José do Rio Preto de carro, vindo de Araçatuba, onde cumpriu agenda eleitoral nesta quinta (23). Ao ingressar no município, na Avenida Juscelino Kubitchek, o presidenciável do PSL subiu em um trio elétrico para discursar aos eleitores que apoiam sua candidatura. 

"Nós vamos acabar com essa palhaçada de ideologia de gênero. Os nossos filhos são homens ou são mulheres. O sexo não é uma condição social, é uma obra de Deus, para sua procriação", voltou a declarar Bolsonaro, repetindo o discurso que vem fazendo em praticamente todas suas manifestações públicas no período da campanha.  

"Juntos vamos mudar isso daí, vamos ensinar nas universidades pra essa garotada aprenda o que interessa para o futuro, pra ser lá na frente um bom empregado um bom patrão Não podemos permitir que as universidades façam apenas militantes nosso Brasil", acrescentou. 

Em outro trecho do discurso em São José do Rio Preto, ele destacou, mais uma vez, que vai aumentar o rigor contra invasões de integrantes de movimentos sociais, como o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Nos compromissos de campanha que cumpriu nos últimos dias no interior paulista, ele defendeu diariamente a tipificação das invasões de propriedade privadas como crime de "terrorismo". 

"Podemos proteger o trabalhador rural das invasões do MST. A invasão de propriedade, quer seja rural quer ser urbana, tem que ser repelida com uso da força", enfatizou. 

A agenda em São José do Rio Preto faz parte do giro de Jair Bolsonaro pelo interior de São Paulo. Ele começou o périplo pelo estado na quarta-feira (22), quando visitou Presidente Prudente. 

Nesta quinta, ele foi a Araçatuba e finalizou o dia com ato de campanha no município de Glicério, sua cidade natal. 

Após a carreata e a caminhada pelas ruas de São José do Rio Preto, Bolsonaro fará, à tarde, uma rápida visita ao município de Jaci para visitar o Lar das Crianças São Francisco de Assis. Ele retornará para São Jose do Rio Preto ao final do compromisso na instituição administrada pelos freis franciscanos.