CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

SE LIGA NO CLIP GOSPEL

TV BOA ESPERANÇA

Alunos encontram larvas na merenda de escola técnica no Grande Recife


Estudantes da Escola Técnica Estadual (ETE) Governador Eduardo Campos, em São Lourenço da Mata, no Grande Recife, encontraram larvas na merenda. Imagens enviadas ao WhatsApp da TV Globo mostram larvas na comida oferecida aos alunos. Uma cobra também foi encontrada em um terreno da instituição de ensino.  

De acordo com a Secretaria de Educação de Pernambuco, mais de 500 estudantes frequentam essa escola. Por meio de nota, a pasta explicou que "a empresa que fornece a merenda informou, após laudos laboratoriais, que a larva era do grão de milho e não faria mal à saúde caso fosse ingerido. Mas, como forma de evitar que novos casos acontecessem, todo o lote de fubá foi substituído por um novo".  
Segundo o estudante do terceiro ano do ensino médio na escola e vice-presidente da União Municipal dos Estudantes Secundaristas de São Lourenço da Mata, Jailson Rodrigues, os alunos do local fizeram um ato na quarta-feira (15) para prostestar contra os problemas de falta de estrutura da escola.  

"Achamos uma cobra semana passada e ontem [quarta (15)], outra. Em 2017, protestamos contra os diversos problemas da escola, mas tudo só piorou. A questão das larvas no cuscuz também não é nova. Em julho, tivemos um caso e agora, mais um. Há salas com ar-condicionado vazando, infiltrações, uma série de problemas", afirmou o estudante. 
Resposta
Em nota, a Secretaria de Educação de Pernambuco afirmou que a referida unidade de ensino é uma das 16 novas escolas técnicas estaduais que foram implantadas desde 2016, de uma rede de 43 escolas técnicas estaduais. "Como é uma obra recentemente inaugurada, ainda está na garantia fornecida pela construtora. A pasta esclarece que a empresa já foi acionada e os reparos já foram iniciados", explicou no texto.  

Sobre a cobra encontrada pelos estudantes, a gestão escolar afirmou à secretaria que a "a cobra foi encontrada no terreno da escola, numa área aberta, não estava em sala de aula". O animal, segundo a pasta, foi capturado por professores de biologia e educação física e devolvido em um córrego localizado próximo à unidade de ensino, "não representando riscos aos estudantes".
Fonte: G1