CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

SE LIGA NO CLIP GOSPEL

CLICK NA TV SE LIGA E ASSISTA

Agora classificado, Náutico trabalhava desde antes com foco no mata-mata


O bom momento do Náutico na Série C culminou na classificação para a próxima fase, no último sábado, ao vencer o ABC por 2 a 0, mas antes mesmo o técnico Márcio Goiano vinha trabalhando os jogadores para os confrontos decisivos, que valem uma vaga de volta para a Série B. Segundo ele, o trabalho psicológico é importante para esse tipo de disputa. Por isso, não perdeu tempo e encurtou caminhos. 

- Realmente são jogos diferentes no mata-mata. A partir do momento que a gente começou a pontuar e o número de jogos que a gente ainda tinha pela frente, já trabalhava o psicológico dos atletas para a gente se preparar para a grande decisão. Agora vai acontecer. Mas, há alguns jogos, já vinha cobrando, vinha falando do que vinha pela frente. Mas são jogos diferentes, temos de saber que não se decide tudo no primeiro jogo. A gente vai decidir em casa.

Um jogo recente serviu de mote para as conversas de Márcio Goiano com o grupo. Contra o Globo-RN, Timbu teve um começo bom, mas logo em seguida caiu de rendimento e viu os adversários abrirem o placar.

- Contra o Globo, disse aos jogadores que a gente foi bem nos primeiros 25 minutos. Depois, a gente caiu. Aquilo já serviu de referência ao que vamos ter pela frente. Se a gente tiver a chance de decidir o jogo, ganhar e não conseguir, podemos pagar um preço muito caro. Aquele jogo passou uma ideia do que pode ser o mata-mata. Com o controle do jogo, a gente tem de converter as chances.

O Náutico tem uma rodada na fase grupos e joga para garantir a primeira colocação. Enfrenta o Remo, no próximo sábado, e precisa de um empate para ficar na liderança. O Timbu tem a segunda colocação garantida e, por isso, define o primeiro mata-mata como mandante.
Fonte: GE