CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

SE LIGA NO CLIP GOSPEL

TV BOA ESPERANÇA

Bélgica goleia a Tunísia e fica perto da vaga nas oitavas da Copa 2018



ANOTOU 
Uma das favoritas ao título, a Bélgica mostrou neste sábado a força de seu ataque e ficou muito próxima da vaga nas oitavas de final da Copa do Mundo. Com dois gols de Lukaku, dois de Hazard e um de Batshuayi, os belgas golearam a Tunísia por 5 a 2, em Moscou, pela segunda rodada do Grupo G. Bronn e Khazri descontaram para os tunisianos. E poderia ter sido mais se Batshuayi não tivesse perdido ao menos quatro chances claras no segundo tempo.

COMO FICA
Com seis pontos, a Bélgica torce agora por um empate ou uma vitória da Inglaterra na partida contra o Panamá, neste domingo, às 9h (de Brasília), para se classificar com uma rodada de antecipação. A Tunísia, com zero, precisa que os panamenhos vençam para seguir com chances. Na rodada final do grupo, quinta-feira, os belgas enfrentam os ingleses, às 15h, em Kaliningrado. Os tunisianos pegam o Panamá, no mesmo horário, em Saransk. CLIQUE AQUI e veja a tabela completa!

PRIMEIRO TEMPO
A Bélgica aproveitou rapidamente a fragilidade e a confusão defensiva da Tunísia. Logo aos cinco minutos, em boa jogada pela direita, Hazard foi derrubado em cima da linha da área por Syam Ben Youssef. Depois de dúvida sobre se a falta aconteceu dentro ou fora da área, o próprio Hazard bateu o pênalti e abriu o placar. O segundo gol saiu dez minutos depois, com Lukaku batendo cruzado após passe de Mertens. Quando uma goleada parecia se iniciar, os tunisianos despertaram. Aos 17, Bronn descontou de cabeça. Khazri, aos 32, exigiu boa defesa de Courtois. Mas a Bélgica voltou a ser decisiva aos 48, em nova falha da defesa rival. Lukaku recebeu de Meunier e fez o segundo dele.


SEGUNDO TEMPO
A Tunísia voltou bastante ofensiva do intervalo, mas abriu ainda mais a defesa e se complicou rapidamente. Hazard recebeu ótimo lançamento de De Bruyne, dominou no peito, driblou o goleiro e aumentou. A enorme vantagem fez o técnico Roberto Martínez administrar seus principais jogadores. Hazard e Lukaku saíram para as entradas de Batshuayi e Fellaini, respectivamente. Batshuayi teve três grandes chances, mas parou no travessão, no goleiro Ben Mustapha e no zagueiro Meriah, tirando a bola em cima da linha. Ele só marcou aos 44, aproveitando cruzamento da direita. Aos 47, Khazri ainda descontou.

ARTILHARIA E FIM DO JEJUM
A grande exibição ofensiva da Bélgica fez alguns de seus principais jogadores atingirem marcas importantes. Autor de dois gols, Lukaku foi a quatro e passou a dividir a artilharia da Copa do Mundo com Cristiano Ronaldo, de Portugal. Hazard, outro que fez dois, marcou seus primeiros gols na história do Mundial. Ele não havia feito nenhum no torneio disputado no Brasil em 2014.

GOLEADOR SINCERO
Durante o primeiro tempo, Lukaku admitiu que não sofreu pênalti depois de disputar um lance na área com o goleiro da Tunísia. O centroavante driblou o adversário e caiu no gramado, mas imediatamente se levantou gesticulando que não foi tocado. O árbitro sinalizou positivamente, não deu cartão amarelo por simulação e mandou o jogo seguir (assista abaixo).

VAR RESOLVE
Logo no início da partida, o árbitro de vídeo entrou em ação. Hazard foi derrubado por Syam Ben Youssef na área, e o juiz americano Jair Marrufo marcou pênalti. Nas imagens da televisão, porém, ficou a dúvida sobre se a falta aconteceu dentro ou fora da área. Pelo comunicador, Marrufo recebeu a confirmação da penalidade e sequer precisou consultar o monitor no gramado.
Fonte:GE