CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

SE LIGA NO CLIP GOSPEL

TV BOA ESPERANÇA

SPORT: Claudinei diz não temer Palmeiras: "Tenho de dar moral ao meu elenco"


Neste sábado, o Sport enfrenta o Palmeiras, encerrando uma série contra os três últimos campeões brasileiros - perdeu para o Cruzeiro e empatou com o Corinthians anteriormente. A sequência, duríssima, é reconhecida pelos próprios atletas. O Verdão, por sinal, vai jogar em casa, onde perdeu pouco nesta temporada e é dono de um dos elencos mais caros do país. O técnico Claudinei Oliveira ressaltou a força do elenco adversário, mas disse que tem de dar moral aos seus jogadores.   

Segundo o treinador, a linha de conduta do Sport vai ser semelhante a do jogo contra o Cruzeiro. Apesar de ter perdido por 2 a 1, Claudinei Oliveira disse que o Leão fez um bom primeiro tempo diante da Raposa no Mineirão.  

- É mais ou menos que o jogo contra o Cruzeiro não muda muita coisa. São elencos qualificados, que você tira os titulares e olha os suplentes, se surpreende e fala: "Olha quem está de fora, olha o investimento". São folhas de R$ 14 milhões, R$ 15 milhões dos clubes. Mas você não pode colocar na cabeça dos jogadores. Não posso chegar na terça-feira e falar: "Galera, é o Palmeiras, vai ser difícil, o Palmeiras é muito bom". 

Claudinei Oliveira disse que o foco dele é fazer apenas com que o Sport seja um time organizado e competitivo diante do Palmeiras. Jogando em casa, os paulistas perderam apenas três vezes neste ano: uma para o São Caetano (1 a 0), uma para o Santos (2 a 1, mas ganhou nos pênaltis) e para o Corinthians (1 a 0). Todas pelo Campeonato Paulista. O time hoje tem uma sequência de cinco jogos sem perder como mandante. 

- Tenho que dar moral aos meus atletas. Vamos organizados fazer um grande jogo. Temos condições de ganhar do Palmeiras independentemente da maneira que a gente vai ganhar. O Sport já ganhou lá com um gol do Patric (lateral-direito, em 2014, vitória por 2 a 0). Eu vi esse jogo. E temos o rendimento até do jogo contra o Cruzeiro, que perdemos mas não foi fácil para eles. 

Segundo o treinador, o trabalho psicológico é natural e incutido na cabeça dos atletas.  

- Meu time tem de acreditar que pode ganhar de qualquer adversário independentemente da folha de pagamento, de quanto ganham. Pouco me importa. Eu quero ir lá, montar um time organizado, brigar por todas as bolas. 
Fonte: GE