CRIMES

[Crimes][grids]

NOTÍCIAS

[Notícias][stack]

POLÍTICA

[Política][grids]

ESPORTE

[Sportes][stack]

Se Liga Fest

[SE LIGA FEST][grids]

RELIGIÃO

[Religião][grids]

CIDADES

[Cidades][stack]

CULTURA

[Cultura][grids]

SE LIGA NO CLIP GOSPEL

TV BOA ESPERANÇA

Postos de Belo Jardim recebem combustíveis e gasolina é vendida a partir de R$ 4,39


Postos de Belo Jardim recebem combustíveis 


Os primeiros carregamentos de diesel, gasolina e etanol chegaram ao município de Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco, na noite dessa terça-feira (2905). Longas filas foram registradas durante toda a madrugada e no início da manhã deste quarta-feira (30/05).


O preço do litro da gasolina comum está variando entre R$ 4,39 (Posto Moura do Centro, ao lado da agência da Caixa), R$ 4,43 (Posto Shell da Avenida Oscar Pereira, Santo Antônio) e R$ 4,60 (Posto Ipiranga na BR-232). Cartões de crédito e/ou débito não estão sendo aceitos, apenas dinheiro, para agilizar o atendimento em decorrência das longas filas, segundo afirmam os estabelecimentos.

Consumidor deve denunciar eventuais abusos por parte dos postos


Desde que foi iniciada a greve dos caminhoneiros e que a falta de combustíveis foi se alastrando, alguns postos em várias partes do Brasil chegaram a, de forma abusiva, segundo o Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Proncon), elevar o preço dos combustíveis e até a se negar a aceitar cartões de crédito como forma de pagamento.

Segundo o Procon, aumentar o preço dos combustívies de forma repentina sem motivos justificáveis é uma prática ilegal, assim como estabelecimentos que sempre aceitaram cartões como forma de pagamento se negarem durante esse período de greve a aceitar a modalidade também estão lesando o consumidor.


Ainda segundo o Procon, por conta crise de combustíveis dos últimos dias, consumidores que forem até os postos comprar gasolina, etanol ou diesel em recipientes não podem ser impedidos da compra. Mas para isso é preciso apresentar o documento do veículo em nome da pessoa que está comprando o combustível e o recipiente levado deve ser certificado pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Imetro). Garrafas pet, por exemplo, não fazem parte da lista de recipientes adequados para transportar combustíveis com segurança, segundo as certificações dos dois órgãos.

Em todo o país, o preço médio da gasolina comum, por exemplo, tem variado de R$ 4 a R$ 4,50. O Procon orienta quem identificar qualquer suposta prática abusiva por parte de algum posto de combustíveis a denunciar, de forma anônima, o estabelecimento ao órgão de proteção do consumidor.

O telefone do Procon nacional é o 0800 282 1512 ou ainda pelo (81) 9.8922-5878 (Procon Belo Jardim). Os consumidores também podem recorrer ao telefone da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O contato é o 0800 970 0267.
Fonte:bj1